Pub

A cerimónia foi presidida pelo padre José Águas, prior de Monchique onde, na sua homilia destacou a importância “dos jovens se enamorarem por Cristo”, de “darem testemunho onde quer que estejam” e de “optarem por grandes causas, que no caso dos cristãos, é Jesus”.

Énio Messia, um dos responsáveis pela organização da vigília, realçou o empenho dos jovens durante a semana de permanência da Cruz na paróquia de Monchique e acrescentou que “esta iniciativa foi bastante positiva no despertar de novos talentos”.

Durante a oração houve ainda oportunidade para o prior destacar um casal da paróquia de Algoz, que trabalhou consigo no início do seu ministério como sacerdote e um casal da paróquia de Monchique que trabalha actualmente com ele, pelo seu apoio e testemunho junto dos jovens.

Pub