Breves
Inicio | Igreja | Cruz e ícone da Jornada Mundial da Juventude vêm ao Algarve em janeiro de 2021

Cruz e ícone da Jornada Mundial da Juventude vêm ao Algarve em janeiro de 2021

Cruz_jmj_algarve_2010-14
Receção da cruz e do ícone em 2010 • Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Na preparação para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2022 em Lisboa, o Algarve irá receber os símbolos daquele encontro com o papa.

Cruz_jmj_algarve_2003-12
Receção da cruz e do ícone em 2003 • Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo
Cruz_jmj_algarve_2003-1
Receção da cruz e do ícone em 2003 • Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

A cruz, entregue pelo papa João Paulo II, fundador das JMJ, aos jovens do mundo a 31 de março de 1985, um ano antes das primeiras jornadas, voltará ao Algarve em janeiro de 2021, acompanhada do ícone mariano “Salus Populi Romani”, anunciou o bispo da diocese no último Conselho Diocesano de Pastoral, no passado dia 16 deste mês.

“Vai ser um mês em que toda a diocese é convidada a viver antecipadamente as jornadas”, afirmou D. Manuel Quintas, explicando já ter sido definido o calendário que estipula o mês de receção dos símbolos das JMJ em cada uma das dioceses portuguesas.

“É, de facto, um acontecimento de que não podemos passar ao lado, que está para além dos jovens. É da própria Igreja em Portugal”, complementou o prelado, acrescentando ser preciso “alargar o horizonte do anúncio do evangelho, envolvendo os jovens”.

Cruz_jmj_algarve_2003-6
Receção da cruz e do ícone em 2003 • Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

D. Manuel Quintas disse ainda que vão ser feitas catequeses de preparação do evento, tendo em conta os temas dos três anos, e acrescentou que o delegado diocesano ao Comité Organizador Local da JMJ 2022 já participou em duas reuniões nacionais.

Os símbolos das JMJ estiveram no Algarve a 17 de outubro de 2003, no âmbito da preparação da JMJ de Colónia (2005), na Alemanha, e voltaram no dia 13 de agosto de 2010, na preparação da JMJ de Madrid (2011), em Espanha.

Na primeira vez, os símbolos participaram numa celebração de entronização e numa celebração diocesana festiva na Sé de Faro, presididas respetivamente pelos bispos D. Manuel Quintas e D. Manuel Madureira Dias, a última integrada no encerramento do Ano do Rosário, proclamado pelo papa João Paulo II. A edição de 24 de outubro de 2003 de Folha do Domingo descreve aquela celebração como “uma das mais significativas manifestações de fé de que há memória na catedral de Faro”, “com as presenças a atingir os limites máximos da capacidade da Sé”.

Cruz_jmj_algarve_2003-8
Receção da cruz e do ícone em 2003 • Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo
Cruz_jmj_algarve_2010-2
Receção da cruz e do ícone em 2010 • Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Na segunda vez, a cruz e o ícone estiveram presentes durante a manhã na igreja do Colégio, em Portimão, onde participaram na eucaristia, seguida de um período de adoração, contemplação e oração, com vários grupos de jovens do barlavento algarvio. À tarde marcou então presença na Sé de Faro que esteve aberta para adoração, contemplação e oração de quem quis ali deslocar-se, culminando este período com a vigília de oração e envio, presidida por D. Manuel Quintas.

Cruz_jmj_algarve_2010-10
Receção da cruz e do ícone em 2010 • Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Os símbolos da JMJ serão entregues no Vaticano pelo papa Francisco a uma delegação portuguesa no Domingo de Ramos do próximo ano. O Sector da Pastoral Juvenil da Diocese do Algarve está a promover a ida a Roma, de 3 a 6 de abril de 2020, de uma representação algarvia para integrar o contingente dos jovens portugueses para a receção da cruz e do ícone mariano.

Verifique também

Paróquia das Ferreiras acolhe Oficina de Oração e Vida

A paróquia das Ferreiras está a acolher uma Oficina de Oração (TOV) e Vida desde …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.