Breves
Inicio | Sociedade | Cruz Vermelha apoia idosos de Alcoutim com projeto de teleassistência

Cruz Vermelha apoia idosos de Alcoutim com projeto de teleassistência

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

A Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) de Tavira vai dar apoio a idosos isolados do concelho de Alcoutim, através de um projeto de teleassistência, disse à Lusa fonte da organização humanitária.

O projeto “+ Próximo” permitirá apoiar a “cerca de 70 idosos” que se encontram dispersos por aldeias da serra do nordeste algarvio, território muito afetado pela desertificação e o envelhecimento populacional, referiu a mesma fonte.

A teleassistência funciona através de um aparelho colocado numa pulseira que pode ser ativado pelo idoso através do toque, estabelecendo, dessa forma, uma chamada telefónica para um centro de atendimento que está disponível 24 horas por dia, durante todos os dias do ano.

“Rapidamente os técnicos fazem depois os contactos para ativar a resposta mais adequada, que pode ser a família, a polícia ou a emergência, caso seja uma questão de saúde”, precisou a Cruz Vermelha Portuguesa, questionada pela Lusa.

A mesma fonte destacou o “pioneirismo” do projeto, que poderá depois ser “replicado noutros municípios da região” sob a área de influência da CVP de Tavira, que inclui os municípios de Castro Marim, Vila Real de Santo António, Tavira e Alcoutim.

No entanto, desde 2008 que o município de Albufeira usa esta tecnologia de apoio à distância, tendo havido igualmente um projeto-piloto implementado no ano passado em Faro para apoiar idosos que vivem sozinhos.

O projeto, orçado em 37.000 euros, está a ser implementado através de uma colaboração entre a delegação de Tavira da Cruz Vermelha Portuguesa, o Ministério da Administração Interna e a Câmara de Alcoutim.

A Cruz Vermelha referiu ainda que dois técnicos da sua estrutura de Emergência de Tavira vão também promover uma relação com estes idosos, realizando “contactos periódicos e agendados, que podem ser semanais, trissemanais ou diários, consoante a necessidade do idoso”.

O objetivo é “o combate ao isolamento dos idosos em Alcoutim” e a “redução das suas vulnerabilidades”, face “ao elevado índice de envelhecimento no concelho”, que é um dos mais desertificados da região e do país.

Verifique também

Menos de um ano depois do início da operação já não há trotinetes no Algarve

Dez meses depois de terem sido anunciadas como uma mais valia para a promoção da …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.