Breves
Inicio | Cultura | Curta metragem que mostra potencial do surf no Algarve estreia no fim de semana

Curta metragem que mostra potencial do surf no Algarve estreia no fim de semana

Filme_algarveA curta-metragem “Algarve”, filmada entre novembro e janeiro e que mostra as potencialidades do surf na costa algarvia, vai ser apresentada no sábado, na Pousada de Sagres, disse hoje o realizador.

Segundo afirmou à agência Lusa Pedro Henriques, a curta- metragem, que tem a duração de 33 minutos, foi filmada em praias situadas entre Portimão e Vila do Bispo, incluindo imagens aéreas daquela zona da costa algarvia, captadas com recurso a drones (veículos aéreos não tripulados) e helicópteros.

“Não havia nenhum filme de surf feito no Algarve que mostrasse a qualidade das ondas”, afirmou o surfista profissional, acrescentando que aquilo que mais o impressionou na região foi “a variedade de praias”, o que faz com que, “mesmo num espaço tão curto, exista sempre um lugar bom para surfar”.

O facto de haver “pouca gente na água” é outra das mais-valias da costa algarvia, referiu o brasileiro, de 31 anos, lamentando que o potencial do Algarve para a prática do surf esteja pouco explorado e que não existam na região eventos mundiais da modalidade, tal como acontece em Peniche.

“A região tem potencial a nível de ondas para fazer um evento como em Peniche {Campeonato Mundial de Surf]”, sublinhou o realizador, reiterando que um dos objetivos do filme é divulgar o Algarve enquanto local de eleição para surfar, em países como o Brasil e os Estados Unidos.

Pedro Henrique, descendente de portugueses e que se mudou com a família para Portugal há dois anos, espera ainda que o filme possa servir de “inspiração” à nova geração de surfistas.

A antestreia da curta-metragem, produzida pela Biostyles, está marcada para as 18:00 de sábado, na Pousada de Sagres.

O filme é depois exibido no domingo, às 19:00, no auditório do Instituto Português da Juventude (IPJ), em Faro. No dia 8 de fevereiro, à mesma hora, é apresentado em Portimão, no pequeno auditório do Teatro Municipal da cidade.

Além de Pedro Henrique, aparecem no filme outros surfistas, como João Guedes, Eduardo Fernandes, Miguel Mouzinho ou Marlon Lipke, alguns dos quais estarão presentes nas exibições em Faro e Portimão.

Verifique também

Sustentabilidade é o mote da Bienal Ibérica de Património Cultural em Loulé

A Bienal Ibérica de Património Cultural elegeu a Sustentabilidade como mote da edição deste ano, …