Breves
Inicio | Igreja | Papa Francisco em Fátima: D. Manuel Quintas quer a concretização da paz

Papa Francisco em Fátima: D. Manuel Quintas quer a concretização da paz

Foto © L’Osservatore Romano

O bispo do Algarve disse hoje que espera que as palavras que o papa deixar em Fátima “encontre eco” entre quem decide a concretização da paz.

“Que bom seria se a mensagem que o papa aqui vai deixar em Fátima, mas que é dirigida para todo o mundo, pudesse encontrar eco no coração daqueles que têm a missão de decidir se esta paz é mesmo para concretizar ou se é uma paz adiada”, afirmou D. Manuel Quintas em declarações à Agência Ecclesia.

O prelado lembra a situação dos refugiados que chegam à Europa e não encontram “união” para os receber.

“É de facto uma guerra mundial aos pedaços, para usar a expressão do papa Francisco”, resumiu o prelado que acompanha com emoção a chegada ao Santuário de Fátima de tantos peregrinos.

“Tive oportunidade de acolher os peregrinos que vieram do Sul e é muita emoção que estas pessoas trazem no coração, sentem um sonho realizado e estou certo que o fruto que levam deste esforço, sacrifício e fé transformada em passos da vida quotidiana, com obstáculos e desafios, será o conforto, uma força enorme e uma capacidade renovada de testemunhar esta fé”.

O bispo do Algarve dava conta de uma emoção cujas palavras não alcançam.

“A alegria que se vê nesta gente a guardar um lugar desde ontem e ainda falta tempo para o papa aqui passar. Penso que estar um pouco com ele, naquele instante, é deixa-se contagiar pela novidade do Espírito, pelo dom de Deus. Foi algo que vi quando pela primeira vez olhei o papa Francisco”.

D. Manuel Quintas aludiu ainda à “profundidade” da celebração da Peregrinação internacional aniversária que vai canonizar os pastorinhos Francisco e Jacinta Marto bem como da visita do Papa a Fátima.

Sair da celebração “mais fortalecido em valores humanos” e “nos testemunhos” a partilhar é a expetativa que o bispo do Algarve manifesta e que acredita partilhar com os peregrinos que hoje se juntam para receber o Papa.

“Esta esperança que todos ansiamos que ele vai semear no coração, o apelo à paz, dá serenidade sabendo que vamos sair daqui mais fortalecidos em valores humanos e mais fortalecidos nos testemunhos que somos chamados a dar”.

Verifique também

Seminário de São José já tem nova equipa formadora

Tomou posse no passado dia 18 de agosto a nova equipa formadora do Seminário de …