Pub

“É urgente os jovens darem sangue”, apelou hoje, em Faro, o presidente do Instituto Português do Sangue (IPS), durante a apresentação da campanha nacional "Dador-Salvador”, que visa ao longo do mês de agosto informar e esclarecer as pessoas sobre a dádiva de sangue em praias portuguesas.

Segundo Álvaro Beleza, “a geração facebook” com mais de 18 anos não tem só direitos e tem de ter a noção que é preciso largar o computador e ir ao hospital dar sangue porque esse ato é um “dever”.

Nos meses de agosto as dádivas de sangue diminuem cerca de 10 por cento, tanto em Portugal como em toda a Europa, registando-se, por outro lado, um aumento de consumo de sangue devido ao número de acidentes nas estradas e doenças que surgem no verão junto dos mais idosos, explicou Álvaro Beleza.

Para aumentar a rede de dadores jovens de sangue, o IPS apela também à juventude portuguesa, nomedamente estudantes de medicina e enfermagem, para se tornarem voluntários naquela instituição e ajudarem na recolha de sangue.

“À imagem do que acontece em Londres, onde os jovens estudantes ajudam na colheita de sangue, há um departamento no IPS com condições para receber os jovens voluntários”, adiantou à agência Lusa Álvaro Beleza, recordando que os homens podem dar sangue de “três em três meses” e as mulhres de “quatro em quatro meses”.

A campanha nacional “Dador-Salvador” decorre em agosto em cinco praias do país: Monte Gordo e Quarteira (Algarve), Póvoa de Varzim, Figueira da Foz e Carcavelos.

Em Portugal existem cerca de 500 mil dadores inscritos e a média de idades dos dadores portugueses situa-se entre os 40 e os 50 anos em Portugal, disse Álvaro Beleza na conferência de imprensa para apresentar a campanha “Sador-Salvador”, que decorreu hoje no Laboratório de Saúde Pública Laura Ayres.

Para captar os mais jovens à doação de sangue, o IPS convidou o surfista Tiago Pires e a judoca Telma Monteiro para serem os embaixadores desta missão e da campanha nacional.

Lusa
Pub