Pub

EstetoscopioCerca 80 pessoas concentraram-se ontem junto ao Centro de Saúde de São Bartolomeu de Messines em protesto contra a degradação do serviço de saúde e para exigir a admissão de mais médicos.

A concentração, promovida pela comissão de Utentes do Serviço Nacional de Saúde de São Bartolomeu de Messines, iniciou-se pelas 11:00 com a participação de dezenas de residentes, na sua maioria idosos, daquela freguesia algarvia.

Em declarações à agência Lusa, o representante do movimento cívico, Bruno Luz, explicou que o protesto pretende “reivindicar o melhoramento do serviço de saúde na freguesia, com um atendimento de consultas diárias, o que não acontece neste momento”.

“As pessoas, algumas que residem a dezenas de quilómetros de distância, deslocam-se ao centro de saúde e são confrontadas com a falta de consultas motivadas pela ausência de médicos, situação que se tem vindo a agravar”, destacou.

De acordo com Bruno Luz, o centro de saúde de São Bartolomeu de Messines, que já teve ao serviço quatro médicos, “tem atualmente dois clínicos, o que é insuficiente para garantir um atendimento razoável à população, maioritariamente idosa”.

“Exigimos soluções que melhorem o atendimento e que seja garantido médico de família para toda a população”, sublinhou aquele representante dos utentes da saúde.

Bruno Luz assegurou que “a luta pela melhoria do serviço de saúde irá continuar, até que seja garantido um atendimento que sirva os interesses da população”.

De acordo com o Censos de 2011, a freguesia de São Bartolomeu de Messines tem 8.430 habitantes.

Pub