Pub

Neste encontro, que simbolizou uma nova etapa na vida de todos os jovens escuteiros de idades compreendidas entre os 10 e 14 anos, participaram cerca de 550 elementos (entre Exploradores/Moços e dirigentes) oriundos da generalidade dos agrupamentos escutistas do Algarve.

A abertura oficial do acampamento realizou-se no dia 9 de abril, pelas 14.00 horas, com o hastear da Bandeira Nacional e bênção do acampamento, pelo assistente regional adjunto, padre Domingues Fernandes. De imediato todos se dirigiram aos seus sub-campos para iniciar as diversas atividades escutistas já preparadas para esse dia.

Pelas 20 horas seguiu-se o concurso de culinária feito pelos Exploradores/Moços nos seus campos. Pelas 21.30 horas iniciou-se o Fogo de Conselho, onde cada unidade apresentou uma peça e os seus cânticos. No domingo, pelas 9.30 horas, realizou-se o Grande Jogo de Vila, em Estômbar.

“Foi com muito carinho e amizade que se propôs este projeto, esta aventura, aos jovens escuteiros, onde tiveram a oportunidade de adquirir conhecimentos, competências e atitudes que levam a atingir um ou mais objetivos educativos estabelecidos pelo método pedagógico escutista proposto pelo grande chefe, fundador mundial do escutismo, Baden-Powell”, explicou a Junta Regional do CNE.

Antes do início da celebração eucarística, o chefe regional, José João Cercas dirigiu algumas palavras a todos os presentes e agradeceu à Câmara Municipal de Lagoa o apoio prestado para que esta atividade fosse um sucesso. Agradeceu também a Paulo Neto, presidente da Liga dos Combatentes de Lagoa, e sua esposa, proprietários da Quinta de São Sebastião, que generosamente e puseram o seu espaço ao serviço do CNE para que ali se realizasse o acampamento.

Este encontro de escuteiros terminou com a celebração eucarística, presidida pelo assistente regional do CNE, o padre António de Freitas.

Pub