Pub

As Eucaristias decorrerão no próximo domingo, dia 19, e no dia seguinte, 20 de junho, no contexto do Dia Diocesano do Clero. A primeira será celebrada na Sé de Faro, pelas 18h, e a segunda na igreja do Carmo, em Tavira, pelas 10.30h.

D. Manuel Madureira Dias foi bispo do Algarve entre 1988 e 2004. O agora bispo emérito do Algarve, natural de Tarouquela, no concelho de Cinfães (distrito de Viseu e Diocese de Lamego), estudou nos seminários da Arquidiocese de Évora, em Vila Viçosa e Évora.

É licenciado em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana (Roma), onde frequentou também um Curso de Teologia Espiritual. É igualmente licenciado em Filosofia pela Universidade de Coimbra.

Foi ordenado sacerdote a 25 de junho de 1961, na basílica metropolitana de Évora, por D. Manuel Trindade Salgueiro. Exerceu os cargos de professor, prefeito e vice-reitor no Seminário Maior de Évora até 1970. Em 1970 foi nomeado pároco de Alcáçova, em Elvas.

Foi secretário diocesano de pastoral e vigário episcopal para a pastoral. Foi professor e diretor do ISTE – Instituto Superior de Teologia de Évora e dirigiu a Comissão de Formação Permanente do Clero e dos Religiosos da Arquidiocese de Évora.

A 21 de abril de 1988 foi nomeado para bispo do Algarve. Foi ordenado bispo a 19 de junho de 1988 na basílica metropolitana de Évora. Tomou posse canónica, entrou solenemente na Diocese do Algarve a 10 de julho de 1988 e pediu a resignação que foi aceite pelo Papa João Paulo II em 22 de abril de 2004.

D. Manuel Madureira Dias chegou a ser membro da Comissão Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa e, ultimamente (triénio 2005-2008) foi vogal da Comissão Episcopal da Pastoral Social.

Samuel Mendonça
Pub