Pub
Jubileu_familias (42)
Foto © Samuel Mendonça

O bispo do Algarve afirmou no passado sábado que a Igreja algarvia está a trabalhar na “estruturação de uma pastoral familiar” para a qual aponta o papa Francisco na sua recente exortação ‘Amoris Laetitia’ (A Alegria do Amor)”.

D. Manuel Quintas aludiu no Jubileu das Famílias, que teve lugar em Faro com cerca de 200 agregados familiares (cerca de 600 pessoas), à decisão de reunir esforços para desenvolver uma pastoral familiar a nível paroquial, vicarial e diocesano que é há vários anos uma carência na diocese, explicando que “já foi percorrido um longo caminho”, nomeadamente para a programação e concretização do encontro de sábado.

O prelado explicou que esse percurso foi feito por algumas famílias, apresentadas pelos párocos algarvios e dinamizadas pelo vigário-geral da diocese, o cónego Carlos Cesar Chantre, assistente do Sector Diocesano da Pastoral Familiar, que disse estarem decididas a fazer daquele encontro o “sinal de partida” para a estruturação.

No sábado, embora ressalvando que a equipa atualmente em constituição, não está ainda nomeada pelo bispo diocesano, o cónego César Chantre apresentou essas famílias (na foto) que assegurou serem protagonistas do que considerou ser uma “nova aventura da pastoral familiar”. “As famílias que estão aqui vão representar o bispo em todos os cantos da diocese para estimular uma nova dinâmica da pastoral familiar. Vamos ter de nos reinventar para que Jesus Cristo seja aquele rosto sempre novo que o evangelho nos aponta”, afirmou, acrescentando que, “na Igreja, o trabalho em equipa é fundamental”.

Na eucaristia do Jubileu das Famílias, D. Manuel Quintas lembrou o lema do encontro – “Família, fonte de vida e misericórdia” –, desejando “que continue a inspirar e a dinamizar toda a pastoral familiar” em cada um das paróquias da diocese. “Que bom seria que tudo aquilo que hoje experimentámos possa chegar a todas as nossas comunidades paroquiais, possa despertar para esta realidade que é a pastoral familiar e que queremos incrementar, cada vez mais. Estamos decididos a isso, contamos convosco e vamos conseguir. Não vamos desistir nem desanimar. O caminho que iniciámos, ninguém nos pode deter”, afirmou.

O cónego César Chantre anunciou ainda que no próximo mês de junho será feita a avaliação daquele encontro e que no dia 17 de setembro deste ano muitos dos casais ali presentes serão convocados para o trabalho de projeção do próximo ano pastoral 2016/2017.

Pub