Inicio | Sociedade | Diocese do Algarve prepara comemorações do bicentenário da morte de D. Francisco Gomes do Avelar

Diocese do Algarve prepara comemorações do bicentenário da morte de D. Francisco Gomes do Avelar

D_francisco_gomes_avelarA diocese algarvia está a organizar as comemorações do bicentenário da morte de D. Francisco Gomes do Avelar, bispo do Algarve entre 1789 e 1816, que se assinalam no próximo ano de 2016.

Na abertura das comemorações será celebrada eucaristia solene na Sé de Faro e inaugurada uma exposição evocativa da vida, ministério e obra do prelado que também foi governador do Algarve.

Ao longo do ano, será ainda publicada uma biografia de D. Francisco Gomes do Avelar e realizadas diversas comemorações/evocações locais nas paróquias onde se destacou a sua ação. O encerramento da efeméride será assinalado com a realização de um congresso, levado a cabo em colaboração com outras entidades.

Estas principais linhas comemorativas do bicentenário foram apresentadas pela comissão organizadora na última assembleia do Conselho Presbiteral da Diocese do Algarve que se realizou no passado dia 26 de maio, em Faro.

A comissão organizadora, criada por sugestão do Conselho Presbiteral, é liderada pelo padre António de Freitas com a colaboração do cónego José Pedro Martins e dos padres Carlos de Aquino e Mário de Sousa.

Recorde-se que D. Francisco Gomes do Avelar teve uma ação profundamente marcante para o desenvolvimento do Algarve e, concretamente, da capital algarvia, após o terramoto de 1755. Entre as obras da autoria do prelado, nascido em 1739 no lugar do Mato, na atual freguesia de Calhandriz, concelho de Vila Franca de Xira, encontram-se o Seminário de São José, o Hospital da Santa Casa da Misericórdia e o Arco da Vila, em Faro, mas também a instância termal em Monchique ou a igreja de Aljezur.

O Conselho Presbiteral, constituído em cada diocese a teor do cânone 495 do Código de Direito Canónico, é uma espécie de senado do bispo, que representa o presbitério, manifesta a comunhão entre este e o próprio bispo e exprime a fraternidade existente entre os sacerdotes. A este órgão consultivo compete auxiliar o bispo no governo da diocese, nos termos do direito e dos estatutos em vigor, para que seja promovido o “bem pastoral do povo de Deus”.

Verifique também

PSP detém suspeito de traficar droga e apreende 26 mil doses de estupefacientes em Lagos

A Polícia de Segurança Pública (PSP) deteve ontem em Lagos, um homem suspeito de traficar …