Pub

A Pastoral do Turismo da Diocese do Algarve vai promover uma formação para organizadores de casamentos com o objetivo de tornar as cerimónias “bonitas e corretas” no que a “Igreja Católica define para o sacramento do matrimónio”.

“A formação destina-se a todas as organizadoras de casamentos e visa dar a conhecer todos os procedimentos que são necessários para a preparação de um casamento católico, a documentação que é obrigatória, bem como os canais de comunicação a usar para obter as devidas autorizações/documentos”, dá conta um comunicado enviado hoje à Agência Ecclesia.

A liturgia e as cerimónias católicas são temas a ser abordados durante a formação, procurando, desta forma, “estabelecer uma relação com todas as empresas de organização de casamentos que operam na região”.

“É já a segunda vez que realiza esta formação, atividade que se tem revelado de grande utilidade e uma ferramenta de preparação importante para estes agentes que promovem a ligação entre noivos e a Igreja”, traduz o comunicado.

A formação está agendada para o dia 17 e decorre no Seminário de S. José, em Faro, entre as 10h00 e as 17h00.

O crescente número de casamentos “feitos no Algarve por estrangeiros, sobretudo provenientes da Irlanda e de comunidades católicas do Reino Unido”, carece de acompanhamento por parte de profissionais que conheçam e possam fazer respeitar as regras que a Igreja católica prevê para estas cerimónias, indica o padre Miguel Neto, responsável por esta equipa de trabalho da diocese.

“Se o número de casamentos deste tipo tem aumentado, consequentemente, a relação existente com as organizadoras também se tem aprofundado, pelo que se tornava importante a realização de uma formação que explique detalhadamente quais os passos a dar na preparação destes casamentos”, evitando, assim, “erros grosseiros, que podem colocar em risco a validade dos matrimónio de casais estrangeiros, ao mesmo tempo que se facilitam os procedimentos junto da Diocese”, assume o comunicado.

A formação fornece uma certificação válida por dois anos; os interessados poderão consultar mais informações site da Pastoral do Turismo da Diocese do Algarve.

Ecclesia

Pub