Pub

Agendado para os dias 11 e 12 de maio, no Hotel Vila Galé Albacora, em Tavira, a iniciativa reunirá várias personalidades algarvias, entre as quais Guilherme de Oliveira Martins, Humberto Rosa Mendes e Artur Ribeiro.

Nessa mesma ocasião terá lugar na igreja da Misericórdia, em Tavira, uma exposição artística que incluirá pintura, pintura digital, escultura e fotografia, reunindo também um conjunto significativo de artistas algarvios, nomeadamente André Boto na fotografia, Arlindo Arez, Teresa Paulino e Pedro Felix na escultura, Stella Barreto, Clara Andrade e Henrique Silva na pintura e Tiago da Silva na pintura digital.

A inauguração desta exposição, no dia 11 de maio, e o visionamento do filme “Noite de Paz”, com debate moderado pelo realizador e argumentista de cinema Artur Ribeiro, no Hotel Vila Galé Albacora, precederá a abertura do fórum no dia seguinte, pelas 10h, com a presença do bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, do reitor da Universidade do Algarve, João Guerreiro, e do presidente da Câmara Municipal de Tavira, Jorge Botelho.

O primeiro painel terá a participação do padre António Martins e de Humberto Rosa Mendes. À tarde, realizar-se-á o segundo painel com a participação de Guilherme de Oliveira Martins, Miriam Tavares e Elisabete Rodrigues.

Ainda no dia 12 de maio, a sessão de encerramento terá a presença da diretora regional da Cultura do Algarve, Dália Paulo, do diretor do Sector Diocesano da Pastoral da Cultura (SDPC), padre Carlos de Aquino, e do diretor do Secretariado das Comunicação Social e Cultura da Diocese do Algarve, padre Miguel Neto.

A organização explica que este fórum, como “primeira ação evangelizadora” do SDPC (recorde-se que este serviço foi criado por decreto do bispo do Algarve no passado dia 06 de agosto de 2011), pretende ser um “espaço oportuno de reflexão e de partilha de várias experiências culturais a partir da fé cristã ou por ela marcadas” e acrescenta que a temática do encontro “brotou do desafio lançado pelo Papa Bento XVI à Igreja em Portugal, mormente aos agentes da cultura”, aquando da sua visita ao país.

A inscrição pode ser feita através do site e tem um custo de 15 euros (com almoço 35 euros).

Samuel Mendonça
Pub