Pub

As recomendações foram lançadas no início do Encontro Nacional dos Secretariados Diocesanos da Mobilidade Humana, a decorrer no Centro Pastoral de Ferragudo.

A iniciativa da Comissão Episcopal da Mobilidade Humana (CEMH) tem como tema “Turismo: Oportunidades de Evangelização”.

Na conferência de abertura, D. Manuel Neto Quintas, vogal da CEMH, sugeriu a elaboração de roteiros marianos, dos santuários e das festas religiosas mais significativas.

A promoção de parcerias com entidades e profissionais do sector, a disponibilização de subsídios sobre o património religioso e a organização de cursos sobre o catolicismo foram algumas das sugestões referidas na intervenção, intitulada “Orientações da Igreja para a Pastoral do Turismo: perspectivas para uma Pastoral do Turismo em Portugal”.

No entender do prelado, a Igreja deve marcar presença nos aeroportos através de uma carta de boas vindas do bispo diocesano, escrita em português e inglês, incluindo informações de carácter geral e propostas de âmbito religioso e cultural.

Referindo-se seguidamente às prioridades a que as paróquias devem dar atenção, D. Manuel Quintas apontou a necessidade de criar equipas de acolhimento dos turistas que participam nas missas.

As comunidades devem, sempre que necessário, adaptar os horários das eucaristias às rotinas dos visitantes, medida que lentamente vai sendo implementada, assistindo-se, pelo menos a um aumento de celebrações marcadas para as 21h30.

Para D. Manuel Quintas “não basta abrir a igreja só para missa”, pelo que os templos e museus paroquiais deveriam estar abertos mais tempo.

Para o Bispo do Algarve, é aconselhável que as missas em que há maior afluência de estrangeiros incluam uma saudação inicial em inglês e se preveja a distribuição das leituras e a proclamação do Evangelho naquele idioma.

O vogal da CEMH propôs ainda que as paróquias desenvolvam uma catequese sobre a relação do tempo livre com o turismo e distribuam nos hotéis desdobráveis com os horários das eucaristias e informações de âmbito espiritual, histórico e cultural.

Ecclesia

Pub