Pub

Missao_sorrisoDos 17 projetos algarvios concorrentes à edição deste ano da ‘Missão Sorriso’, promovida por uma cadeia nacional de hipermercados com o objetivo de “promover a melhoria da qualidade de vida de crianças e seniores”, dois são de centros sociais e paroquiais da Igreja algarvia.

O Centro Paroquial de Martim Longo concorre com o projeto ‘Avós Ativos’ e o Centro Paroquial de Vaqueiros com o projeto ‘Reabilitar Sorrisos’.

O primeiro visa promover a “independência e autonomia, durante o processo de envelhecimento”, tendo em vista a “criação de um parque geriátrico de modo a definir um circuito de exercício físico para os utentes da instituição, assim como à comunidade envolvente”.

O segundo pretende “dotar a sala de fisioterapia de equipamentos adequados, criando condições para reabilitar tratamentos individualizados a cada utente com o objetivo de promover o envelhecimento ativo, a reabilitação motora e autonomia no idoso, melhorar as suas capacidade psicomotoras e promover a qualidade de vida, o bem-estar e a sua auto-estima”.

A ‘Missão Sorriso’ nasce em 2003 como resposta às necessidades dos serviços de pediatria e neonatologia de hospitais em zonas de influência das lojas da cadeia de hipermercados que a promove. “Nos últimos 10 anos, contribuiu com cerca de 6,9 milhões de euros, que se traduzem em equipamentos hospitalares, materiais diversos de apoio a crianças e seniores e ainda em produtos básicos de alimentação e higiene”, explica a organização.

Esta iniciativa começou por apoiar uma organização de solidariedade social em 2003, depois passou a apoiar unidades pediátricas e, desde 2011, apoia também agrupamentos de Centros de Saúde e Instituições de Solidariedade Social.

Para além dos projetos dos dois centros paroquiais, no Algarve concorrem ainda à edição deste ano da ‘Missão Sorriso’ a APEXA – Associação de Apoio à Pessoa Excepcional do Algarve, a APATRIS 21 – Associação de Portadores de Trissomia 21 do Algarve (com dois projetos concorrentes), a APPDA – Associação Portuguesa para as Perturbações de Desenvolvimento e Autismo, a Administração Regional de Saúde do Algarve (com dois projetos concorrentes), o Centro Hospitalar do Algarve (com dois projetos concorrentes), a ACES Algarve I – Central/ARS Algarve, a delegação de Lagos da Cruz Vermelha Portuguesa, a delegação de Olhão da Cruz Vermelha Portuguesa, a delegação de Portimão da Cruz Vermelha Portuguesa, a Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral de Faro, a delegação de Vila Real de Santo António da Cruz Vermelha Portuguesa e o MAPS – Movimento de Apoio à Problemática da Sida.

Para votar nos candidatos basta aceder à página dos concorrentes no distrito de Faro no sítio da ‘Missão Sorriso’ na internet. O vencedor final resulta da votação online (a decorrer até ao dia 31 de dezembro) e da avaliação de um júri.

O valor do prémio corresponde ao montante angariado pela venda do produto “Missão Sorriso 2013” por parte das lojas da cadeia de hipermercados e destina-se aos melhores projetos apresentados a concurso na área da promoção da saúde infantil, envelhecimento ativo e luta contra a fome. Cada vencedor receberá assim, individualmente, um valor que poderá ir até 50 mil euros, metade do valor do ano passado.

Pub