Pub

De acordo com fonte do Comando de Faro da GNR, os homens, de 35 e 29 anos, tinham consigo 400 gramas em ouro quando foram abordados pelas autoridades, na segunda-feira à tarde, já no interior da loja.

Os homens estavam a ser observados ainda na rua pelos agentes e foi o seu comportamento suspeito que levou a GNR a entrar no estabelecimento para averiguar a situação, adiantou à Lusa a mesma fonte.

Não conseguindo obter dos suspeitos justificação da proveniência do ouro, a GNR conseguiu verificar que parte do material tinha sido furtado de duas casas, em Faro e Loulé, no próprio dia da detenção e no passado sábado.

Os dois proprietários de algumas das peças reconheceram-nas como sendo suas o que permitiu às autoridades deter os suspeitos, residentes em Armação de Pera, Silves.

Segundo a GNR, um deles cumpre uma pena parcial de prisão no Estabelecimento Prisional de Faro e encontra-se em situação irregular no país.

Foi ainda apreendido material usado alegadamente para arrombar as portas das residências.

A GNR estima que ao longo dos próximos dias será possível verificar a proveniência do restante ouro apreendido.

Os suspeitos foram hoje apresentados ao Tribunal de Albufeira, desconhecendo-se ainda as medidas de coação aplicadas.

Lusa

Pub