Inicio | Igreja | “E-vangelizar” formou catequistas algarvios no Estoril e em Évora (corrigida)

“E-vangelizar” formou catequistas algarvios no Estoril e em Évora (corrigida)

Cerca de 40 catequistas algarvios participaram nos passados dias 7 e 14 deste mês na nona edição do “E-vangelizar”, uma ação de formação promovida pelas Edições Salesianas e pela Fundação Salesianos, destinada não apenas a catequistas, mas a outros agentes de pastoral como responsáveis dos grupos de jovens (animadores), consagrados ou professores.

O evento formativo, que este ano teve como lema “Ir ao encontro, dentro e fora do redil” e que se realizou nas casas salesianas do Porto, Estoril e Évora, contou no dia 7 de outubro com participantes das paróquias de Quelfes, São Luís de Faro, São Pedro de Faro (incluindo da comunidade de São Paulo, no Patacão), no Estoril. No passado sábado, em Évora, participaram catequistas das paróquias das Ferreiras, Lagoa, Montenegro, Nossa Senhora do Amparo de Portimão e de Santa Maria de Lagos.

A adesão dos educadores algarvios à iniciativa já acontece há alguns anos e tem vindo a aumentar de edição para edição.

Participantes algarvios no encontro do Estoril

A formação assenta numa ampla oferta de workshops em que os participantes escolhem quais os que querem frequentar no máximo de cinco. Este ano, os ateliês eram 41, com uma duração de 75 minutos, e abrangeram áreas muito diferentes, desde a psicologia à música, da liturgia às artes plásticas, da mistagogia à risoterapia, da oração às pinturas faciais ou dos sacramentos às redes sociais.

Alguns participantes algarvios no encontro de Évora

Anunciado como um “mega encontro de formação”, o “E-vangelizar” assume-se como uma iniciativa que visa ajudar a “melhorar competências no anúncio da Boa Nova”. O diretor das Edições Salesianas, que orientou o painel inicial do encontro, lançou o mote sobre o estilo de formação que o evento sugere. “É fazendo que se aprende e a catequese que propomos não pode ser diferente”, explicou o padre Rui Alberto, acrescentando que “o evangelho só se anuncia de coração a coração”. “Temos de ir a jogo, apostar em relações fortes que nos impliquem com os nossos destinatários”, completou.

O orientador de um dos ateliês procurou partilhar um conjunto de dinâmicas para uso na catequese ou nos grupos de jovens. No workshop “Dinâmicas de A a Z”, João Fialho apresentou um conjunto de estratégias, jogos e metodologias para aplicação desde o acolhimento, passando pelo “quebra-gelo”, ao trabalho “mais criativo” de um texto bíblico, terminando num momento de oração ou de avaliação.

Alguns participantes algarvios no encontro de Évora

O painel de formadores foi, na sua maioria, composto por leigos, associados a diferentes movimentos. “Para os salesianos é importante estabelecer pontes com outros movimentos e congregações. Aquilo que cada um sabe é da Igreja e deve ser colocado ao serviço de todos”, comentava a propósito da presença, entre outros, de formadores religiosos da Verbum Dei e da Congregação das Escravas do Coração de Jesus.

A edição deste ano do “E-vangelizar”, que teve o primeiro encontro no Porto no dia 5 deste mês, contou com quase 1200 participantes, oriundos de 15 dioceses portuguesas.

Verifique também

Seminário de Faro conta este ano com dois seminaristas da Arquidiocese de Évora

O Seminário de São José de Faro, instituição dedicada à formação dos futuros sacerdotes da …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR