Pub

As edições Paulinas publicaram, no passado mês de abril, o mais recente livro do padre Carlos de Aquino, sacerdote da Diocese do Algarve.

A obra, intitulada “Revesti-vos do Homem Novo”, reúne um conjunto de celebrações mistagógicas para serem realizadas em alguns dos tempos de especial significado do calendário cristão: o do anúncio (kerigma), o da preparação (Catecumenato), o dos tempos de purificação e iluminação, e, no seu cume, o tempo festivo maior da Páscoa.

Na publicação explica-se que “este conjunto de textos pretendem contribuir para a tomada de consciência do valor e da substância do momento celebrativo, como caminho para a introdução no mistério e meio para dele se colher a benéfica nutrição espiritual que leva à transformação da própria vida, à conversão e ao compromisso”.

“O exercício mistagógico entende-se como aquele contributo que determina a perceção da manifestação de Deus na vida de cada crente. Trata-se de uma educação para a liturgia, sendo esta a via para o louvor e comunhão com Deus, através de linguagem e símbolos próprios que revestem as celebrações rituais”, acrescenta o texto de apresentação da obra.

A introdução do livro sublinha que “cada vez mais se impõe a urgência e a necessidade de educar e formar para a Celebração, a fim de que esta seja, na verdade, encontro e comunhão com Cristo”. O texto destaca o “grande e urgente desafio” de “saber compreender e valorizar a dinâmica interior e a pedagogia da própria celebração nos vários elementos que a constituem e que isto possa favorecer e contribuir para uma celebração em profundidade onde se aprenda a viver na própria vida esse Mistério”, que “convoca, reúne e vivifica”.

“É esta singela intenção e partilha do conteúdo destas Celebrações Mistagógicas e destes apontamentos catequéticos, que visam introduzir no mistério que celebramos, valorizando a educação litúrgica, a partir do sentido quotidiano, bíblico, litúrgico e patrístico das várias realidades que celebramos, conduzindo a uma transformação da própria vida, à conversão e a um compromisso plenamente cristão da vida”, conclui.

A obra, que pertence à coleção recursos pastorais, tem 288 páginas e está à venda pelo valor de 14,80 euros.

Padre Carlos de Aquino – Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Também a Câmara Municipal de Loulé editou este ano, por ocasião da celebração da festa de Nossa Senhora da Piedade, popularmente evocada como Mãe Soberana, uma pequena publicação que reúne um conjunto de poemas do padre Carlos de Aquino.

Os textos poéticos dedicados a Nossa Senhora, a “Soberana Mãe da Piedade” – expressão que intitula a obra – são acompanhados por fotografias da autoria de Jorge Gomes, Luís da Cruz e Mira, numa colaboração que se complementa e ilustra aquela que é a maior festa mariana a sul do Tejo.

O padre Carlos de Aquino é presbítero da Diocese da Algarve, tendo sido ordenado em 1993. Natural de Vila Real de Santo António, é atualmente pároco de Loulé e Querença, sendo há vários anos o Responsável pelo Departamento de Pastoral Litúrgica e do Secretariado de Liturgia, Música Sacra, Novas Igrejas e Espaços Culturais, bem como responsável do Sector da Pastoral da Cultura, Património e Bens Culturais da Diocese do Algarve. É também assistente da Cáritas Diocesana do Algarve e da Sociedade de São Vicente de Paulo na diocese, diretor do Centro de Bem-Estar Social de Nossa Senhora de Fátima de Olhão e professor de Pastoral Litúrgica no Instituto Superior de Teologia de Évora.

Enviado para Roma em 1999, aí se licenciou em Liturgia, pelo Pontifício Ateneu de Santo Anselmo.

Pub