Breves
Inicio | Cultura | Empreitada de reabilitação do Mercado dos Escravos vai custar 143 mil euros

Empreitada de reabilitação do Mercado dos Escravos vai custar 143 mil euros

Mercado_escravos_lagosAs obras de requalificação e reabilitação do edifício do Mercado dos Escravos, em Lagos, vão custar cerca de 143 mil euros, revelou ontem a Câmara Municipal, sublinhando que o imóvel será melhorado para acolher um espaço museológico.

Os trabalhos de requalificação do edifício histórico, propriedade do Exército Português que cedeu o direito de utilização à Câmara Municipal, iniciaram-se este mês, prevendo-se a sua conclusão até ao final do mês de junho, indicou a autarquia em comunicado.

Considerado como um dos equipamentos culturais mais importantes do concelho, o Mercado dos Escravos testemunha o papel de Lagos como um dos primeiros e principais locais de desembarque e de comércio de escravos oriundos da costa ocidental africana.

Segundo a autarquia, com a reabilitação do imóvel, serão renovados todos os conteúdos expositivos para a futura instalação do espaço museológico, “um dos projetos estruturantes na vertente histórica, cultural e patrimonial, com enquadramento no projeto da UNESCO ‘Rota do Escravo’”.

No âmbito da parceria estabelecida com o Comité Português do projeto ‘Rota do Escravo’ da UNESCO, estão a ser desenvolvidas as ações de museologia e museografia necessárias, com o apoio técnico da Direção Regional de Cultura do Algarve, destaca a autarquia.

A empreitada de requalificação e reabilitação foi adjudicada por 143.760,96 euros, acrescido de IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado) e tem um prazo contratual de 120 dias.

Verifique também

Paróquia de São Sebastião de Loulé vai criar espaço museológico com património descoberto

O pároco de Loulé anunciou a criação de um museu com o património descoberto na …