Pub

conferencia_imprensa_poesiaA segunda edição do festival “Poesia a Sul” vai levar momentos de poesia a espaços públicos da cidade de Olhão, a partir de hoje, mas o programa também inclui palestras, exposições, música e apresentações de livros.

A edição deste ano, que decorre durante dez dias, até 31 de outubro, assume uma dimensão internacional, incluindo, pela primeira vez, autores convidados de países exteriores à Península Ibérica, como o Vietname, Marrocos, Chile, Espanha, Brasil e França, explicou à Lusa o presidente da autarquia.

“Este é o ano da consolidação como o grande evento de poesia a sul do país e, também, o ano da internacionalização”, referiu António Pina, sublinhando que o encontro internacional permitirá levar poesia aos mercados municipais, restaurantes e espaços de diversão noturna da cidade.

A iniciativa arranca esta tarde com a apresentação da obra “Oito Livros de Oito Poetas”, de Fernando Cabrita, prosseguindo com a inauguração de duas exposições, de desenho e escultura, da autoria de Joana Rosa Bragança e Alberto Germán, no Auditório Municipal de Olhão.

Esta noite, o auditório será palco de uma performance de “spoken word” (em tradução livre, palavra falada) intitulada “12 Canções Faladas e 1 Poema Desesperado”, protagonizada pelo poeta e declamador Napoleão Mira, em conjunto com os Reflect, espetáculo com entrada livre.

A encerrar o dia inaugural do Poesia a Sul, a partir das 23:30, o Cantaloupe Café, nos mercados municipais, é o cenário escolhido para uma leitura de poemas por Adão Contreiras, Pedro Tavares, Mario Rodriguez, Eladio Orta, Raquel Zarazaga, Adília César, Marco Mangas e João Miguel Pereira, acompanhada pela música do poeta, escritor e músico Fernando Pessanha.

Amanhã, às 15:00 está prevista a realização de uma palestra por Fernando Cabrita, subordinada ao tema “The Waste Land, de T.S. Elliot – O Grande Poema do Séc. XX”, no Museu Municipal de Olhão.

Uma hora mais tarde, no mesmo espaço, decorre outra palestra, conduzida por Augusto Thassio de Los Infantes, poeta, historiador, conferencista e pintor espanhol, que vai falar sobre “A Vida e Morte de Miguel Hernandez”.

A partir das 17:30 haverá leituras de poemas no Cantaloupe Café, por Raquel Zarazaga e Mario Rodriguez, e às 18:30, na Galeria Sul, Sol e Sal decorre um debate cujo tema é “A Poesia e o Ensino”, com a participação dos professores Anabela Batista, Nélia Estevão, Paulo Penisga e Pedro Oliveira Tavares.

O jantar, a partir das 20:00, será subordinado ao tema “Poesia Erótica à Mesa” e, a partir das 22:30, haverá uma “jam session” protagonizada por Luís Ene, mestre da escola minimalista e da poesia em prosa, e pelo romancista, ator e declamador Paulo Moreira.

O II Encontro Internacional Poesia a Sul é uma oportunidade para poetas de diversas origens e linguagens se encontrarem, para dez dias de intercâmbio e partilha, conclui a autarquia.

Pub