Pub

No “espaço aéreo da responsabilidade de Portugal, não há qualquer afetação pela nuvem de cinzas”, disse à Lusa a responsável de comunicação da empresa de navegação aérea, Sofia Azevedo.

“A nuvem de cinzas tende a dissipar, a partir da 18:00 de hoje até às 00:00 de dia 25 [quarta-feira]”, de acordo com as previsões da NAV Portugal, gestora do espaço aéreo nacional, acrescentou a mesma fonte.

Sofia Azevedo sublinhou que o “espaço aéreo nacional também não sofreu aumento de tráfego, incluindo a zona de Santa Maria”, devido às cinzas do vulcão, e que o evoluir da “situação é acompanhada constantemente”.

Adiantou ainda que “todas as condições de segurança estão garantidas”, e que as companhias de aviação e a NAV “estão a monitorizar o evoluir da situação”.

A mesma fonte disse ainda que os passageiros “podem estar descansados”, porque antes de um avião levantar voo conhecem-se as condições atmosféricas e o que se vai encontrar podendo-se alterar as rotas de voo, caso seja necessário.

A gestão do espaço aéreo nacional é assegurado pela NAV Portugal, que presta serviços de controlo de tráfego aéreo nas regiões de informação de voo de Lisboa e Santa Maria, garantindo o cumprimento da regulamentação legal.

Lusa

Pub