Inicio | Sociedade | Estado vai apoiar o restauro da igreja de Alcoutim

Estado vai apoiar o restauro da igreja de Alcoutim

A paróquia de Alcoutim assinou na passada terça-feira um acordo com o Estado, através da Direção-Geral das Autarquias Locais (DGAL), para financiamento da obra de conservação da igreja matriz.

A cerimónia de assinatura do contrato de financiamento da candidatura, submetida ao Programa Equipamentos Urbanos de Utilização Coletiva referente a equipamento religioso, que decorreu na Câmara Municipal de Alcoutim, contou com a presença do secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel.

Na cerimónia, o representante da paróquia explicou que a intervenção na igreja é uma necessidade antiga. “Desde a década de 70 do século passado, apela-se desesperadamente por uma intervenção”, afirmou o diácono Albino Martins, “consciente que nos últimos cinquenta anos nada se fez na salvaguarda deste património, porque os recursos financeiros da comunidade são diminutos”.

Aquele responsável realçou, no entanto, que “os que no passado edificaram Alcoutim e construíram” aquela “bela igreja”, bem como “os que hoje constituem esta comunidade” e “os autarcas eleitos neste mandato desejam proteger o seu património, para legá-lo às gerações vindouras”. “Somos nós e serão eles, os legítimos detentores desta herança cultural e religiosa, na esperança que mantenham sempre viva a sua memória e projetem o seu futuro”, acrescentou.

O contrato celebrado entre DGAL, a CCDR Algarve e a paróquia para a obra orçamentada em 99.882 euros (mais IVA), corresponde a uma comparticipação de 50% (49.941 euros) por parte do Estado.

O diácono Albino Martins agradeceu, em nome da comunidade paroquial, “a coragem do presidente Osvaldo Gonçalves” ao garantir “que o município de Alcoutim, assumiria o valor não comparticipável pelo Sub-Programa 2 e ofereceria o projeto, para tornar possível a manutenção deste templo, em degradação progressiva”.

O representante da paróquia agradeceu ainda ao presidente da Assembleia Municipal, ao arquiteto Vitor Brito, autor do projeto, aos técnicos da CCDR Algarve e à Diocese do Algarve, representada na cerimónia pelo vigário geral, cónego Carlos César Chantre.

O presidente da Câmara de Alcoutim já tinha afirmado no Dia do Município que a igreja de Alcoutim “é um dos melhores exemplos do renascentismo no Algarve, sendo um dos símbolos da sede do concelho”. Osvaldo Gonçalves acrescentou ainda naquele dia que também na freguesia de Vaqueiros “está em curso uma candidatura promovida pela Junta de Freguesia em colaboração com o município e o Centro Paroquial para a concretização de obras de beneficiação no adro da igreja e no largo da fonte”.

Verifique também

Cáritas do Algarve assinalou os 50 anos do seu Centro Infantil

A Cáritas Diocesana do Algarve assinalou na passada sexta-feira os 50 anos do seu Centro …