Pub

A comitiva, composta por sete voluntários, foi recebida pelo presidente da Câmara Municipal de Portimão, Manuel da Luz, que destacou o projecto da Humanitarius – Associação Humanitária de Apoio Social Internacional, “porque abarca de forma muito activa uma diversidade de intervenções de cariz social e é capaz de mobilizar vontades públicas e privadas, numa altura em que atravessamos grandes dificuldades conjunturais.”

Segundo o coordenador da Humanitarius, João Almeida, “fazemos questão de entregar pessoalmente o material, previamente enviado por via marítima num contentor, que inclui, por exemplo, dois blocos operatórios de otorrino e oftalmologia, duas incubadoras, ecógrafo, encefalógrafo e aspiradores de secreções, doados pelo Hospital de Faro e pelo Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio, bem como material escolar, roupas, calçado e brinquedos, entre outras doações de empresas e particulares.”

O responsável sublinhou que “Portimão está na boca do povo guineense por onde passamos, já que desde a primeira hora é o maior apoiante do projecto, personificando na perfeição a utopia da solidariedade, tão importante nos dias de hoje”.

A propósito, e para apoiar a expedição, o Município estabeleceu com a Humanitarius um contrato-programa de desenvolvimento no âmbito da acção social, no valor de cinco mil euros, considerando o relevante trabalho desenvolvido pela Associação, que tem sede na cidade.

João Almeida adiantou ainda que Moçambique será o próximo país abrangido pela Humanitarius, que se propõe num futuro próximo entregar no Hospital Provincial de Pemba equipamento de radiologia, na sequência de um acordo a estabelecer com a Administração Regional de Saúde do Algarve.

Ao desejar os maiores sucessos à missão, Manuel da Luz realçou também que “a transformação das sociedades e a ultrapassagem das crises fazem-se com gestos de coragem, altruísmo, determinação e humanismo, como o destes voluntários, que são um paradigma para todos nós.”

Clique na foto para ver outras fotos

Pub