Breves
Inicio | Cultura | Exposição em Loulé reflete trabalhos forçados impostos a portugueses na Alemanha Nazi

Exposição em Loulé reflete trabalhos forçados impostos a portugueses na Alemanha Nazi

A Casa Memória Engenheiro Duarte Pacheco, em Loulé, vai inaugurar na sexta-feira uma exposição sobre trabalhos forçados impostos a portugueses durante o III Reich alemão, que terminou com a derrota nazi na Guerra Mundial, anunciou hoje Câmara local.

A exposição tem o título “Trabalhos forçados portugueses no III Reich e os Louletanos no sistema concentracionário nazi”, precisou o município do distrito de Faro num comunicado, frisando que se trata de um “projeto da fundação alemã EVZ – Memória, Responsabilidade, Futuro”, que “pretende apresentar o resultado do projeto internacional de investigação do Instituto de História Contemporânea/Nova”.

Aproveitando a informação reunida ao pôr este projeto de pé, foi também possível aos autores debruçarem-se sobre “o caso particular dos cidadãos louletanos arrastados neste processo durante a II Guerra Mundial”, acrescentou a Câmara algarvia, cujo presidente, Vítor Aleixo, estará na inauguração, às 18:00, acompanhado pelo diretor do Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Pedro Oliveira, e pelo coordenador do projeto, Fernando Rosas.

“Fernando Rosas, historiador que no início do ano esteve em Loulé para apresentar uma sessão dos ‘Horizontes do Futuro’ sobre esta matéria, coordenou uma equipa de investigadores formada por Cláudia Ninhos, Ansgar Schaefer, António Carvalho, Antonio Muñoz-Sánchez e Cristina Clímaco, do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, que passou quatro anos a pesquisar essa realidade”, referiu a autarquia.

Verifique também

Criada rede intermunicipal de bibliotecas do Algarve

A Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), a Universidade do Algarve e a Direção-Geral dos Livros, …