Pub

A iniciativa, inaugurada no passado dia 22 de agosto, aborda as principais festas da freguesia da Fuseta, em Olhão, uma manifestação religiosa que data dos tempos em que a freguesia integrava o concelho de Tavira e que tem também como componentes as atividades recreativas e a animação musical.

A festa do orago da freguesia, Nossa Senhora do Carmo, é fruto da grande devoção dos pescadores à virgem, desde os tempos em que os mesmos iam para a faina bacalhoeira, para os mares da Terra Nova e da Gronelândia.

A Romaria de Nossa Senhora do Livramento tinha três fases. A primeira decorria entre Março e Abril, continuando ainda presente na Festa de Nossa Senhora do Carmo, com a chegada da imagem de Nossa Senhora do Livramento por terra, a pé, em romaria até à capelinha. A segunda fase celebrava-se nos meses de Setembro e Outubro com a Romaria da Despedida, quando iam para os mares da Terra Nova. Os romeiros iam a pé ou de carro de mula orar à capelinha, fazendo um piquenique, depois das preces.

A Romaria da Chegada e Agradecimento à Senhora do Livramento é a terceira fase da festa e inclui cantigas populares, onde a alegria está sempre presente. A chegada e a partida da imagem de Nossa Senhora do Livramento para as festas do orago da freguesia de Fuseta faz-se por mar numa procissão em que participam os barcos todos engalanados.

Participam nesta exposição, que visa documentar as tradições da comunidade piscatória da Fuseta e cuja entrada é livre, os fotógrafos Ana González, Ana Luísa Gonçalves, Carla Matos, Dora Martins, Manuel Coelho, Mauro Rodrigues e Vitor Azevedo.

Pub