Pub
A irmã Maria Alice, juntamente com a irmã Branca, sua irmã de sangue, foi uma das religiosas que fez parte do grupo que acompanhou a transição do Colégio de Santa Catarina, em Monchique, onde chegou a trabalhar de Outubro de 1937 a Dezembro de 1954, para o Colégio de Nossa Senhora do Alto, em Faro, entregue durante 52 anos aos cuidados das irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição. No colégio diocesano, já em Faro, esteve então de 1954 a 2005.

À FOLHA DO DOMINGO, a irmã Maria Engrácia de Oliveira, também da congregação das Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição, considerou que a morte da irmã Maria Alice, natural de Ourém, foi uma “grande perda para a congregação”. “As irmãs Branca e Maria Alice foram muito importantes na vida da congregação e deram a vida no Algarve”, explica, referindo-se ao trabalho realizado pelas religiosas falecidas em prol da formação de muitas gerações de alunas, e nas últimas décadas também de alunos, do Algarve. “Deixaram marca na diocese”, reconheceu a irmã Maria Engrácia que também esteve no Algarve durante quase 20 anos.

A irmã Maria Engrácia adiantou ainda que a religiosa esteve consciente até “praticamente 24 horas antes de falecer”, pois “respondia a estímulos” e “abria os olhos” quando a chamavam. “Três ou quatro dias antes morrer ainda a sentámos na cadeira”, recordou, explicando que a irmã Maria Alice, apesar das complicações de saúde que a obrigavam a estar na enfermaria, era levantada “todos os dias”. Contudo, o seu estado de saúde começou a agravar-se nos últimos quinze dias.

A celebração das exéquias da irmã Maria Alice decorreu no dia 2 de Janeiro, presidida por um sacerdote franciscano, tendo sido sepultada no Cemitério de Leiria.

Recorde-se que ao fim de 76 anos de dedicação à Igreja algarvia, 52 dos quais passados no colégio em Faro e os restantes vividos primeiramente ainda em Monchique, as irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição deixaram de exercer a gestão do colégio diocesano e essa missão passou, em Agosto de 2007, para as irmãs Filhas de Maria Auxiliadora (salesianas).

Pub