Pub

Faleceu este mês, com 89 anos, a irmã Emília Rosa Vieira, das Franciscanas Missionárias de Maria, que trabalhou durante vários anos em Martim Longo e em Porches.

A religiosa faleceu de insuficiência cardíaca no passado dia 3 deste mês, em Coimbra. A celebração das suas exéquias realizou-se alguns dias depois o seu corpo foi sepultado no cemitério da cidade.

A Emília Vieira era natural de Ourém, Diocese de Leiria, tendo entrado no noviciado como Franciscana Missionária de Maria em Arcozelo, Barcelos, a 19 de março de 1954. Depois de completar as diferentes etapas de formação para a vida religiosa fez a sua profissão perpétua a 19 de março de 1959.

Ao longo do seu percurso de vida religiosa passou por diferentes comunidades, onde se deu à missão que lhe foi confiada, nomeadamente em Arcozelo (Barcelos), em Lisboa, em Montemor (Alentejo), em Cerva (Trás-os-Montes), em Roma (Itália), em Braga, em Martim Longo e Porches, na Diocese do Algarve e em Coimbra.

A irmã fez parte da comunidade de Martim Longo que ali serviu entre 1983 e 2011 e que colaborou nas diversas paróquias do concelho de Alcoutim e na de Cachopo, do concelho de Tavira.

“A irmã Emília destacou-se sempre pelo seu entusiasmo missionário nos diferentes ministérios que lhe foram propostos e nas diferentes comunidades por onde passou”, recordou o seu instituto lembrando o seu trabalho nas “visitas às aldeias mais isoladas, aos montes, na catequese paroquial, a animação dos Amigos do Instituto, na visita aos presos, nas visitas aos mais pobres e isolados, na participação em grupos bíblicos e de proximidade”.

“Agradecemos o dom que foi para tanta gente que com ela contactou e pela sua entrega ao serviço do Reino ao longo da sua vida e concretamente durante os seus 66 anos de vida como Franciscana Missionária de Maria”, acrescenta a nota enviada ao Folha do Domingo.

Pub