Inicio | Igreja | Faleceu o padre Carlos Silva, capelão do Santuário de Fátima e antigo pároco de Castro Marim e Monte Gordo

Faleceu o padre Carlos Silva, capelão do Santuário de Fátima e antigo pároco de Castro Marim e Monte Gordo

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Faleceu ontem à tarde subitamente o padre Carlos Silva, capelão do Santuário de Fátima e membro da congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (dehonianos), que foi pároco de Castro Marim e Monte Gordo e vigário paroquial de Azinhal, Odeleite e Vila Real de Santo António entre 1995 e 2001.

O sacerdote – que fez parte da primeira comunidade dehoniana no Algarve juntamente com o padre José Rota, também já falecido, e o irmão Luís Silva – faleceu quando se preparava para celebrar a eucaristia na basílica da Santíssima Trindade.

De acordo com um comunicado do Santuário de Fátima enviado à Agência Ecclesia, o padre Carlos Silva “faleceu depois de se ter sentido mal quando se paramentava, na sacristia das capelas do piso inferior da basílica da Santíssima Trindade, para celebrar a missa das 16h30 do programa oficial”.

“Foram chamados de imediato os meios de socorro, tendo sido desenvolvidas várias tentativas de reanimação sem sucesso, acabando por ser declarado o óbito”, informa o Santuário de Fátima.

Na comunicação do falecimento, os Sacerdotes do Coração de Jesus referem o percurso biográfico do padre Carlos Silva, que faria 60 anos de vida do próximo dia 1 de agosto, celebrando também 30 anos de ordenação sacerdotal no próximo verão.

“Professou a 7 de outubro de 1980 e foi ordenado presbítero a 2 de julho de 1989. Sempre alimentou o gosto pela Teologia Espiritual, tendo obtido o grau de mestre em Teologia nessa área”, afirmam.

A congregação dos dehonianos refere também que o padre Carlos Silva “exerceu grande parte do seu ministério em comunidades paroquiais, tendo iniciado a presença dehoniana, conjuntamente com outros confrades, nas dioceses de Angra (Açores) e Algarve, onde serviu a zona pastoral de Vila Real de Santo António, por 6 anos”.

Na Diocese do Algarve, o sacerdote esteve também ligado à construção da igreja da Altura e à ereção paroquial, em 2013, daquela comunidade da paróquia de Castro Marim.

“Foi pároco ainda em Alfragide, durante 12 anos, e da Póvoa de Santa Iria, quatro anos. Dedicou muitos anos da sua vida a acompanhar grupos do Renovamento Carismático Católico, sendo uma presença muito estimada dentro do movimento, ao nível diocesano e nacional”, acrescenta o comunicado da congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus enviado à Agência Ecclesia.

O padre Carlos Silva era capelão do Santuário de Fátima desde 2017.

com Ecclesia

Verifique também

Bispo do Algarve participa na missa exequial de D. Maurílio de Gouveia em Évora

O bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, estará presente amanhã na missa exequial de D. …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.