Pub

Pe_rogerio_oliveiraFaleceu ao final da tarde da passada segunda-feira o padre Rogério Oliveira que foi um ano pároco do Ameixial e vigário paroquial de Quarteira durante quatro anos.

O sacerdote de 54 anos faleceu subitamente em casa dos seus pais, na sua terra natal em Redonda, Castanheira do Vouga (Águeda), aparentemente vítima de AVC – Acidente Vascular Cerebral, tendo sido ainda chamado o INEM ao local que declarou o óbito após as manobras de reanimação.

O padre Rogério Oliveira chegou à Diocese do Algarve em 1991, tendo sido nomeado, no dia 5 de setembro desse ano, pároco do Ameixial pelo então bispo do Algarve. D. Manuel Madureira Dias também o nomeou assistente do Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil em 29 de outubro do mesmo ano e no ano seguinte, no dia 15 de setembro, vigário paroquial de Quarteira e diretor do Secretariado Diocesano da Pastoral Vocacional.

No Algarve, o sacerdote falecido foi ainda assistente regional de Corpo Nacional de Escutas e o primeiro assistente do agrupamento de Quarteira, tendo sido um dos seus fundadores.

O padre Rogério António da Cruz Oliveira,  nascido a 17 de novembro de 1961, foi ordenado presbítero na Sé de Aveiro a 10 de maio de 1987 por D. Manuel de Almeida Trindade.

Antes de vir para o Algarve, na Diocese de Aveiro serviu como vigário paroquial as paróquias de Aguada de Cima, Borralha, Agadão, Belazaima do Chão, entre 1987 e 1989, e as de Esgueira e Ílhavo, entre 1989 e 1990, tendo sido também nestes dois anos colaborador no Secretariado Diocesano da Infância/Adolescência e da Juventude.

De regresso à diocese aveirense em 1995 teve a seu cargo as paróquias de Alquerubim e São João de Loure, entre 1995 e 2003, e as de Albergaria-a-Velha, Angeja e Frossos, entre 2003 e 2005. Entre 2005 e 2006 foi vigário paroquial de Esgueira e Cacia, tendo sido pároco da segunda entre 2006 e 2007 e 2009 e 2016.

As exéquias do sacerdote serão hoje celebradas pelas 16h na igreja matriz de Cacia, sob a presidência do bispo de Aveiro, D. António Moiteiro. Após a eucaristia, seguir-se-á a transladação para a capela da Redonda, em Castanheira do Vouga, onde será celebrada esta noite uma vigília de oração pelas 21.30h.

Amanhã, após a oração de laudes, pelas 10h, o féretro seguirá para a igreja matriz da Castanheira do Vouga, onde será celebrada a eucaristia exequial pelas 16h.

Pub