Pub

Cartaz
Cartaz

As paróquias que constituem a vigararia de Faro (concelhos de Faro, São Brás de Alportel, Olhão e a paróquia de Santa Catarina da Fonte do Bispo) promovem no próximo sábado, dia 17 de janeiro, uma Jornada Pastoral da Família.

Esta iniciativa, que terá lugar em Faro, no salão da paróquia de São Luís, a partir das 14.30h, subordinada ao tema “Em família, chamados à Santidade”, surge na sequência do encontro do ano passado, realizado no contexto do programa pastoral de 2013/2014 que deu “particular atenção” à Pastoral da Família.

“Pareceu que o ano passado tinha tido algum interesse e entendeu-se por bem continuar”, explicou ao Folha do Domingo o padre António da Rocha, da equipa organizadora do encontro, acrescentando que a jornada se integra na “proposta” da diocese para o presente ano pastoral de 2014/2015 que tem como lema “Chamados à Santidade”. “Entendemos por bem fazer este apelo também no tocante às famílias”, sustenta o sacerdote.

O encontro pretende também incentivar as famílias a responder nas suas paróquias às 46 perguntas contidas no documento preparatório (‘lineamenta’) para o Sínodo 2015, apresentado pelo Vaticano no dia 9 do mês passado.

Recorde-se que o bispo do Algarve pediu no primeiro dia deste ano que se gere nas paróquias algarvias um “movimento de reflexão e partilha sobre a realidade familiar”. “Todo o percurso que fizemos também de preparação e envolvimento para o Sínodo sobre a família, queremos prossegui-lo este ano”, pediu D. Manuel Quintas, lembrando: “Já estão aí as perguntas que o Papa Francisco nos mandou, tal como o ano passado. Devem estar já nas vossas paróquias e nos vossos párocos. Queremos que toda a gente reflita e dê o seu parecer”, afirmou o prelado, destacando a importância de ter “toda a Igreja em movimento” a apresentar propostas aos bispos sobre a pastoral da família.

A jornada irá ainda apresentar e estimular à implementação do “itinerário espiritual para a família” que visa promover e apoiar a oração familiar, editado pela diocese.

Assim, no sábado, após o acolhimento, as famílias das paróquias da vigararia de Faro irão reunir-se por grupos para refletir sobre as linhas de força do programa pastoral da diocese, procurando responder a perguntas que visam saber como é que pode ser vivida a santidade no seio familiar, que dificuldades encontram e como superá-las e a apresentação de propostas a uma melhor vivência da pastoral familiar.

As conclusões serão apresentadas em plenário e será ainda feita uma proposta de trabalho sequencial àquele encontro. “Vamos apresentar a sugestão que depois as pessoas presentes tenham encontros nas paróquias para dar continuidade a este trabalho, segundo propostas que vão ser apresentadas”, explica o padre António da Rocha.

O encontro terminará com uma oração e um chá.

Pub