Pub

Esta semana já tinha sido anunciada a presença de Legendary Tigerman, Anaquim, Femi Kuti, Orquestra Baobab, Amparo Sánchez, René Aubry e Galandum Galandaina no cartaz do Festival Med 2010.

Hoje foram anunciados mais sete nomes que vão estar presentes na sétima edição daquele que é considerado um dos melhores festivais nacionais de world music (músicas do mundo) portugueses.

Vieux Farka Touré, filho do guitarrista maliano Ali Farka Touré, o colectivo israelita Boom Pam, os franceses Watcha Clan, os portugueses "3 Pianos" com Bernardo Sassetti, Mário Laginha e Pedro Burmester, Virgem Suta, Diabo na Cruz e Macacos do Chinês juntam-se assim aos nomes já anunciados.

Os portugueses Macacos do Chinês abrem o espetáculo do Palco Castelo a 23 de junho, no primeiro dia do Med.

Para o dia 24 não há ainda nomes anunciados.

Os franceses Watcha Clan atuam a 25 de junho, tal como o projeto 3 Pianos, que reúne num encontro inédito os pianistas Bernardo Sassetti, Mário Laginha e Pedro Burmester que, entre solos, duetos e trios, vão revelar um repertório variado com composições próprias e recriações de peças de Bach, Mozart, Béla Bartók e Ravel.

No mesmo dia vai ainda ouvir-se o duo português Virgem Suta, enquanto os Diabo na Cruz tocam a 26 de junho, data em que o MED recebe também o grupo israelita Boom Pam, conhecido internacionalmente pelas performances singulares, que misturam sonoridades mediterrâneas, com o rock e a surf music, recorrendo a um poderoso trio de instrumentos: guitarra elétrica, tuba e bateria.

Os ingressos para o Festival MED custam 12,5 euros por dia e o bilhete para os quatros dias ronda os 40 euros.

Na edição de 2009, o MED recebeu mais de 25 mil pessoas visitantes e a organização espera repetir ou aumentar o número de visitas em 2010.

Lusa

Pub