Inicio | Economia | Faro e Tânger querem restabelecer ligação marítima desativada há mais de 20 anos

Faro e Tânger querem restabelecer ligação marítima desativada há mais de 20 anos

Reuniao_faro_tangerOs municípios de Faro e de Tânger, no norte de Marrocos, estão a estudar a possibilidade de restabelecer a ligação marítima entre as duas cidades, desativada há mais de 20 anos, para transportar passageiros e mercadorias.

As duas cidades chegaram a estar ligadas por “ferry boat” (embarcação que permite o transporte de automóveis), mas a ligação só durou dois anos, tendo sido desativada no início da década de 1990, informou a autarquia em comunicado, acrescentando que este foi um dos temas abordados numa visita àquela região marroquina realizada esta semana.

“Faro e Tânger tiveram nos anos 90 uma experiência de ligação marítima via ferry que se perdeu na incompreensão de muitos e numa conjuntura menos favorável. Hoje, com a eclosão de forças de atração significativas de turistas e fluxos comerciais, originárias nas duas margens do mar, ambas as partes pensam que esta ligação pode fazer todo o sentido”, lê-se no comunicado.

A comitiva algarvia, constituída por responsáveis da autarquia e empresários do setor do turismo, contactou durante três dias com diversas autoridades locais e representantes do meio empresarial, numa visita que reforçou os laços de cooperação entre Faro e Tânger, cidades que em 2015 assinalam 30 anos de geminação.

A cooperação em matéria de promoção turística e proteção ambiental, a organização de missões empresariais, a aproximação entre ambas as universidades, em especial nos domínios do mar, e a realização de iniciativas conjuntas na área do Desporto foram outros temas abordados durante a visita.

“Desta forma, Faro acredita que pode contribuir decisivamente para a melhoria das competências do povo tangerino em áreas tão importantes, quando a região de Tânger e Tétouan encara um desenvolvimento exponencial da sua atividade turística e crescimentos económicos anuais da ordem dos 5%”, refere a autarquia.

Segundo a Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), também representada na visita àquela região de Marrocos, ficou agendado um encontro, durante o mês de outubro, no Algarve, entre empresários marroquinos e algarvios do setor.

Na agenda está também uma visita do presidente da Câmara de Faro, que encabeçará uma comitiva composta por empresários, agentes da cultura, do desporto, da ciência e do mundo universitário, que se irá realizar ainda este ano e marcará a assinatura de um entendimento conjunto.

A comitiva algarvia deslocou-se a Marrocos no seguimento de um convite do presidente da autarquia de Tânger, Conselho Regional de Turismo de Tânger/Tétouan e Consulado Honorário do Reino de Marrocos no Algarve.

Aquela região marroquina tem cerca de 3 milhões de habitantes, dos quais cerca de metade vivem na cidade de Tânger.

Verifique também

Presidente da AMAL aplaude transportes mais baratos, mas diz ser preciso tempo para ajuste

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) aplaudiu ontem a implementação do Programa de …