Pub

O presidente da Associação de Produtores de Batata-Doce de Aljezur (APBDA), António Novais, disse à Lusa que só esta associação, constituída por cerca de 50 produtores, vai garantir que 25 toneladas da famosa batata sejam servidas durante o certame.

Para os produtores, o festival vai marcar "o início de uma nova era", com a chegada ao mercado interno e externo da batata-doce de Aljezur com o símbolo de certificação de qualidade, "uma conquista ao fim de cerca de quinze anos de luta", disse António Novais.

A batata-doce era vendida em todo o país com o rótulo de Aljezur e variedade “lyra”, mas agora, com a certificação, “o consumidor sabe que vai estar a comprar a verdadeira batata-doce”, garantiu o presidente da APBDA.

Aljezur é hoje a mais importante região produtora de batata-doce em Portugal e é nela que se produzem as batatas-doces com Identificação Geográfica Protegida, denominação atribuída pela União Europeia, que reconhece a qualidade da variedade “lyra” produzida nesta zona.

Entre os dias 1 e 4 de dezembro são esperados milhares de visitantes num evento que alia a vertente gastronómica à promoção dos produtos locais.

No recinto do Espaço Multiusos de Aljezur vão estar quatro restaurantes a apresentar receitas para todos os gostos, desde as mais típicas às novas propostas culinárias, quer seja frita, cozida ou assada em forno de lenha.

Os visitantes serão também convidados a aprender com alguns dos melhores chefes de cozinha, várias receitas tendo por base a batata-doce de Aljezur.

Lusa

Pub