Pub

Daniela Mercury e Europe foram os artistas que levaram mais pessoas ao Festival, para além, claro está, dos mariscos e bivalves da Ria Formosa, que durante as seis noites de festa foram consumidos igualmente em grande quantidade e com garantia de qualidade, assegurada pelo veterinário municipal sempre presente no recinto. O espaço encheu por completo nas noites de sábado e domingo, sobretudo, o que fez com que os stocks de produtos do mar praticamente esgotassem, tal foi a procura dos visitantes.

A música também cativou muitos: Platinum Abba, Mickael Carreira, Netinho, Idolomania, Daniela Mercury e Europe, antecedidos por outros grupos menos conhecidos mas que foram igualmente muito aplaudidos, animaram estas noites de festa, realizada num cenário idílico, junto à Ria Formosa, e que também recebeu mais uma edição do Allgarve Gourmet, onde chefs de reconhecido mérito cozinharam o produto rei de Olhão de formas mais sofisticadas.

Daniela Mercury fez mais um espectáculo energético e muito colorido, à semelhança do que fez no ano passado, esgotando o recinto mais uma vez. Disse ter “adorado” voltar e que em Olhão o público é sempre fantástico. Também os Europe, que interpretaram velhos temas conhecidos e outros dos seus mais recentes trabalhos cativaram muitos fãs e referiram que era “bom estar de volta ao Algarve”. Em português, agradeceram várias vezes ao público e elogiaram o recinto do Festival do Marisco: “Que belo espaço têm aqui!”, fez questão de referir o vocalista da banda.

Para o presidente da Câmara de Olhão, que em conjunto com a empresa municipal Fesnima, organiza esta iniciativa, “o balanço desta 25ª edição do Festival do Marisco é muito positivo. Recebemos muitos visitantes, alguns deles ilustres, entre eles músicos e membros do Governo e até ex-governantes, que todos os anos nos dão o prazer da sua companhia, porque reconhecem a importância e a qualidade desta iniciativa”, disse Francisco Leal.

“Chegámos ao número de visitantes que tínhamos previsto, oferecemos a quem quis partilhar connosco esta festa, os melhores mariscos e um cartaz musical de excepção, pelo que só podemos estar muito satisfeitos com o resultado de mais esta edição”, disse ainda o edil, satisfeito com a forma como correu o Festival, sem incidentes, apesar das dezenas de milhar de visitantes que o Jardim Pescador Olhanense recebeu durante os seis dias.

Pub