Pub

Foto © Agência Ecclesia

A Comissão Parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto da Assembleia da República promoveu no passado dia 21 de fevereiro uma conferência sobre a imprensa centenária em Portugal e inaugurou uma exposição com os títulos publicados ininterruptamente há mais de cem anos, entre os quais se encontra o jornal Folha do Domingo, com 103 anos, o mais antigo órgão de comunicação social em publicação no Algarve.

Organizada pela Associação Portuguesa de Imprensa (API), a que se associou a Associação de Imprensa de Inspiração Cristã (AIC), a sessão na Assembleia da República homenageou os 33 títulos centenários, nove dos quais da AIC.

Foto © Agência Ecclesia

A iniciativa inseriu-se no contexto da candidatura a Património Imaterial Cultural dos títulos da imprensa portuguesa que já levou aquela exposição ao Parlamento Europeu, em Bruxelas, em julho do ano passado. Recorde-se que as publicações centenárias portuguesas já foram também homenageadas pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no dia 25 de abril do ano passado, no Palácio de Belém.

Edite Estrela, presidente da Comissão Parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto da Assembleia da República valorizou o papel dos jornais centenários e disse que, no seguimento do apoio do presidente da República, a candidatura dos jornais centenários a Património Imaterial Cultural “não deixará de contar com o apoio do Parlamento”, como confirmaram os representantes dos vários Grupos Parlamentares presentes na sessão de encerramento da conferência.

Foto © Agência Ecclesia

Para o presidente da API, a candidatura à UNESCO é uma expressão da confiança que os portugueses colocam na imprensa. “Os jornais são um acervo de confiança. E o que se deverá traduzir no património imaterial cultural é a confiança”, afirmou João Palmeiro.

O presidente da API divulgou na conferência que decorreu no Auditório Almeida Santos, na Assembleia da República, o estudo “Digital News Report” relativo a 2017, desenvolvido pelo Reuters Institute, onde Portugal aparece como o terceiro país do mundo com mais confiança na imprensa, depois da Finlândia e do Brasil (em 2016 era o segundo).

Foto © Agência Ecclesia

Dos 33 títulos centenários da imprensa portuguesa, para além de “Folha do Domingo”, pertencem também à Associação de Imprensa e Inspiração Cristã o “Mensageiro do Coração de Jesus”, “Boletim Salesiano”, “A Guarda”, “Notícias da Covilhã”, “A Ordem”, “João Semana”, “O Amigo do Povo” e “O Almonda”.

Foto © Agência Ecclesia

O “Açoriano Oriental” é o jornal há mais tempo nas bancas, desde 18 abril 1835.

com Ecclesia

Pub