Pub

A informação foi veiculada pelo clube algarvio através de nota de imprensa. O documento informa que “todo o seu plantel profissional de futebol, após reunião e a uma só voz, manifesta a sua profunda solidariedade com o atleta português” que atualmente representa o Granada Club de Fútbol de Espanha.

“Neste momento em que são necessárias palavras e gestos de conforto, o plantel do Portimonense pretende ir mais longe. Todos os seus elementos, muito em brevemente, farão uma colheita de células progenitoras periféricas, que após devida análise passarão a fazer parte do Registo Nacional de Dadores Voluntários de Células de Medula Óssea”, acrescenta o documento do Portimonense Sporting Clube.

O capitão do plantel sénior do Portimonense, Ricardo Pessoa, desafia também “todos os sócios e simpatizantes do clube a terem o mesmo gesto, numa atitude que poderá ajudar não só o pequeno Gustavo, mas todas as pessoas que anseiam por dadores de medula óssea compatíveis”.

Recorde-se o pequeno Gustavo, com apenas três anos, sofre de aplasia medular, uma doença rara que só pode ser curada se for encontrado um dador de medula que seja compatível.

Pub