Pub

A fiscalização estava a ser realizada pelo Destacamento de Acção Fiscal de Faro da Unidade de Acção Fiscal da Guarda Nacional Republicana, e a viatura "transportava em infração 99 800 cigarros das marcas Chesterfield e Fortuna", adiantou a GNR num comunicado.

"A mercadoria em infracção tem um valor de venda ao público de 17 460 euros, sendo o valor de impostos devido ao Estado português superior a 14 000 euros, e era objeto da contra-ordenação de introdução irregular no consumo", acrescentou o Comando de Faro da GNR.

Ao volante do automóvel que transportava o tabaco de contrabando encontrava-se um homem, de 36 anos, de nacionalidade marroquina, que, segundo a Guarda, disse transportar apenas a mercadoria que trazia à vista, composta por esticadores metálicos de confragem.

A GNR explicou que durante a fiscalização os militares detetaram uma caixa de cartão dissimulada dos esticadores metálicos e, devido às suspeitas, levaram o automóvel para um posto para realizar uma busca mais pormenorizada que acabou por detetar o tabaco.

Lusa
Pub