Pub

O grupo é suspeito de cometer roubos violentos por esticão e no interior de casas, sendo os seus alvos preferenciais pessoas idosas que vivessem sozinhas em zonas rurais do Algarve, explicou Edgar Palma numa conferência de imprensa realizada hoje nas instalações da GNR de Faro.

Um dos detidos, o mais velho do grupo, com cerca de 60 anos, é um polícia reformado compulsivamente da PSP que usaria os seus conhecimentos como ex-agente nas ações de vigilância e controlo dos acessos aos locais dos crimes, acrescentou.

Segundo o responsável, as autoridades acreditam ter desmantelado um dos grupos criminosos que “trabalhavam de forma organizada há mais tempo no Algarve”, já que algum do material recuperado deverá ser proveniente de roubos que ocorreram há quatro anos.

Os detidos, com idades entre os 20 e os 60 anos, agrediam as vítimas, sendo considerados “perigosos” e “extremamente frios”, sem problemas em entrar nas casas que pretendiam assaltar, por arrombamento ou escalamento.

A investigação iniciou-se há alguns meses, mas apenas na madrugada de quarta-feira a GNR avançou com buscas em cinco casas, num bairro de Olhão, operação que envolveu mais de 20 militares e que contou com a colaboração da PSP, que montou um perímetro de segurança.

A operação permitiu às autoridades apreender diverso material que julgam ter sido roubado, nomeadamente ouro, que era depois vendido em lojas de venda e compra de metais preciosos, mas também no mercado paralelo.

Segundo Edgar Palma, os suspeitos apenas se dedicavam a esta atividade criminosa e quando não tinham nenhuma residência referenciada procuravam o lucro rápido, através do roubo por esticão.

O responsável acrescentou que os assaltantes, que cometiam crimes em todo o Algarve, de Vila Real de santo António a Sagres, se certificavam primeiro de que as peças em seu poder eram mesmo de ouro, raspando-as.

Além de peças de ouro, a GNR apreendeu aves exóticas, quatro carros, motos, dinheiro, material informático e de telecomunicações, armas brancas e de fogo e material usado para arrombamentos.

A operação iniciou-se com a detenção, em flagrante, de três homens que tentavam roubar uma casa numa zona isolada do concelho de Loulé, sendo os outros dois detidos após as buscas domiciliárias.

Os detidos foram  hoje à tarde presentes ao Tribunal de Faro para a aplicação de eventuais medidas de coação.

Lusa

Pub