Pub

Um dos homens, de 42 anos, foi detido em flagrante delito quando furtava uma residência de férias no sítio do Tonel, Sagres, e o segundo, de 18 anos, foi detido no âmbito de um inquérito em curso no Núcleo de Investigação Criminal de Silves e que levou à realização de duas buscas domiciliárias, explicou a mesma fonte à agência Lusa.

O homem que foi constituído arguido é suspeito de ter furtado materiais ferrosos do campo de futebol de Santo Estêvão, freguesia do concelho de Tavira, acrescentou.

A detenção de Sagres foi feita por uma patrulha, depois de ser alertada por um sistema de deteção de intrusos instalado numa casa de férias do sítio do Tonel.

“O homem foi intercetado no interior da residência na posse de uma arma branca e de material eletrónico furtado no local”, explicou a fonte do Comando de Faro da GNR, acrescentando que o homem já tinha antecedentes pelo mesmo tipo de delito e foi na terça-feira presente ao tribunal de Lagos para aplicação de eventuais medidas de coação.

No âmbito de um inquérito que decorria na sua alçada “há vários meses”, o Núcleo de Investigação criminal do posto territorial da GNR de Silves procedeu a duas buscas domiciliárias utilizadas pelo segundo detido, onde foram “apreendidos diversos objetos provenientes de furtos realizados em vários locais do Algarve”.

“Pensamos poder relacionar o detido com 10 furtos e os materiais apreendidos eram vestuário, bicicletas e material informático”, afirmou a fonte da GNR, sublinhando que foram ainda apreendidas 990 doses individuais de haxixe e cinco gramas de liamba.

O jovem reside em Armação de Pera e foi na terça-feira presente ao Tribunal de Silves para aplicação de eventuais medidas de coação.

Em Tavira, a GNR constituiu um homem arguido depois de uma patrulha o ter abordado cerca das 08:00 por suspeitar que os objetos que transportava tinham “origem duvidosa”, disse o oficial das Relações Públicas do Comando de Faro.

“Tratava-se de materiais ferrosos e foi possível apurar que tinham sido furtados horas antes no campo de futebol de Santo Estêvão”, adiantou, frisando que o homem será “autor de grande parte dos furtos de metal ocorridos na zona e que causaram prejuízos avultados a agricultores”.

O oficial disse ainda que os materiais alegadamente furtados pelo homem eram materiais provenientes de condutas de rega e fios de cobre.

“Os materiais de metal provenientes das condutas de rega rendem várias dezenas de euros quando vendidos no mercado negro, mas causam prejuízos de centenas aos agricultores”, frisou a mesma fonte.

Lusa

Pub