Pub

Apreensao_cannabis_louleA GNR anunciou ontem que deteve um homem suspeito de tráfico de estupefacientes, quando este se deslocou às traseiras da habitação para tratar de uma plantação de 19 pés de canábis, na freguesia de Querença, concelho de Loulé.

O homem, de 47 anos, foi visto a tratar da plantação de canábis no âmbito de uma operação de vigilância que o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Loulé colocou no terreno, depois de ter inicialmente detetado as plantas cultivadas, precisou o Comando Territorial de Faro da força de segurança no comunicado em que anunciou a detenção.

“Após identificar e deter o responsável pela plantação, os militares do NIC procederam à apreensão das 19 plantas (…), as quais se encontravam dissimuladas por entre outra vegetação, sendo que parte das mesmas já havia sido colhida, encontrando-se no processo de secagem”, precisou a força de segurança, frisando que as plantas estavam “num considerável estado de desenvolvimento” e tinham “uma altura entre um e dois metros”.

Foram ainda apreendidas 11 gramas de folha seca de canábis sativa, seis dezenas de sementes daquela planta, quatro cartuchos calibre 12 e um telemóvel, acrescentou o Comando de Faro da GNR, considerando que a operação é “o resultado visível do empenhamento operacional implementado no combate a este tipo de crime”, que tem “condições climatéricas favoráveis” para a sua execução no Algarve.

Pub