Pub

Segundo disse à Lusa fonte daquela corporação, os homens, com idades entre os 28 e os 34 anos, foram detectados quando circulavam numa viatura referenciada pelas autoridades por ter sido vista nas imediações da zona onde ocorreu o assalto.

O assalto, registado na madrugada de quinta-feira na dependência do banco Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Rogil, na EN 120, foi realizado com a ajuda de uma máquina retroescavadora, roubada de um estaleiro próximo.

Os assaltantes usaram a máquina para destruir o Multibanco e retirar os cofres que tinham no seu interior uma quantia desconhecida de dinheiro, deixando a retroescavadora na via pública para alegadamente atrapalhar o trânsito.

Os homens estão todos em liberdade, sendo que mesmo o proprietário de uma arma cuja utilização é proibida a civis devido ao seu calibre, o único a ser detido pela GNR, foi restituído à liberdade por ordem do Tribunal de Albufeira.

A arma, de calibre 7,65 milímetros, foi detectada durante a busca que a GNR fez à viatura na qual o grupo se fazia transportar, tendo sido encontrada debaixo do assento do condutor, acrescenta a GNR em comunicado.

Os homens, todos de nacionalidade cabo-verdiana, estão em situação legal no País.

O único detido, de 30 anos, é conhecido pelas autoridades por ser o sócio gerente da Discoteca Latinamérica, em Vilamoura, onde já ocorreram situações de agressões.

Pub