Pub

O Tribunal de Loulé decretou prisão preventiva a um homem suspeito de ter furtado aproximadamente 50 mil euros em artigos de lojas e escritórios, anunciou ontem o comando de Faro da GNR.

As autoridades, que estavam a investigar o suspeito desde fevereiro, apreenderam na sua residência, em Quarteira, “mais de 200 de pedras, aparentemente, preciosas, cinco telemóveis, um ‘tablet’ e uma réplica de revólver”.

O homem, de 29 anos, foi detido na terça-feira, tendo ontem recolhido a prisão preventiva após ter sido ouvido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Loulé.

Pub