Pub

Gnr_patrulhamentoO Comando Territorial de Faro da Guarda Nacional Republicana (GNR) tem registado no Algarve “algumas burlas e roubos contra idosos” e pediu ajuda à Diocese do Algarve para a sensibilização para esta problemática.

A GNR explica, no pedido enviado ao bispo do Algarve, feito na sequência de uma visita ao posto da GNR em Silves (realizada no âmbito da visita pastoral que o bispo do Algarve está a fazer), que tem tentado combater aquelas ocorrências, “quer com a execução de policiamento de proximidade, quer com a realização de ações de sensibilização” dirigidas à população idosa.

Na missiva, enviada esta semana a D. Manuel Quintas, à qual Folha do Domingo teve acesso, o comandante do Comando Territorial de Faro, solicita o “envolvimento dos párocos nesta ação de sensibilização junto das comunidades locais, para que nas homilias ou nos locais onde for entendido conveniente, seja abordada esta problemática e seja alertada a população”. O coronel Carlos Silva Gomes reconhece e destaca a importância do “apoio da Igreja” nesta “tarefa comum de servir as populações, particularmente as mais vulneráveis”.

A GNR anexa ainda um conjunto de recomendações que deve apoiar a sensibilização dos párocos, restantes sacerdotes, diáconos e demais agentes pastorais das paróquias algarvias para esta questão.

O bispo do Algarve sublinha que a GNR reconhece a “amplitude e abrangência” da ação da Igreja e pediu já aos responsáveis paroquiais que se empenhem nesta causa. “Peço a todos o empenho que julgardes mais oportuno para defender os nossos idosos mais desprevenidos contra quem, sem escrúpulos, usa e abusa da sua boa fé”, exorta D. Manuel Quintas.

Pub