Pub

Madeleine_mccannA ministra britânica do Interior, Theresa May, saudou a reabertura do inquérito em Portugal ao desaparecimento de Madeleine McCann, hoje oficialmente anunciada, e a “boa colaboração” entre as polícias dos dois países.

“Saúdo os desenvolvimentos que tiveram lugar e o trabalho que a Polícia Metropolitana está a fazer com a polícia portuguesa neste caso”, afirmou, numa declaração à BBC, elogiando uma “boa colaboração que está agora a dar frutos”.

Theresa May, que tutela a pasta da Segurança no Governo britânico, expressou ainda esperança na resolução do caso “para bem dos pais e da família”.

Foi a ministra do Interior que, juntamente com o primeiro-ministro britânico, David Cameron, pediram à Polícia Metropolitana, em 2011, para iniciar uma revisão ao desaparecimento da criança inglesa, ocorrido a 03 de maio de 2007, em Portugal.

Na altura, em 2011, um porta-voz do primeiro-ministro invocou o “elevado interesse público” e a “dimensão internacional” do caso, cuja investigação se estima ter custado já perto de cinco milhões de libras (cerca de 5,86 milhões de euros).

Um porta-voz do Governo britânico reiterou hoje à agência Lusa que “o ministério do Interior continua determinado a apoiar a busca de Madeleine McCann”. “Sempre dissémos que providenciaríamos os recursos necessários para investigarem o seu desaparecimento”, acrescentou.

Pub