Pub

A diretora regional de Cultura do Algarve, em exercício desde 2018, Adriana Nogueira, foi designada para o cargo em regime de comissão de serviço por cinco anos, segundo um despacho hoje publicado em Diário da República.

A professora universitária é designada para o cargo após um concurso público desenvolvido pela Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CRESAP), lê-se no documento, assinado pela secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Carvalho Ferreira.

Apesar de Adriana Nogueira ter sido nomeada para o cargo pela tutela “em regime de substituição”, em dezembro de 2018, a designação para o cargo acontece agora, dois anos depois, “considerando os resultados obtidos em sede do procedimento concursal desenvolvido nos termos do Estatuto do Pessoal Dirigente da Administração Pública”, acrescenta.

A atual diretora regional de Cultura iniciou funções a 16 de dezembro de 2018, após a finalização do mandato de Alexandra Gonçalves, que ocupava o cargo desde dezembro de 2013 e entretanto regressou à Universidade do Algarve, desempenhando desde outubro de 2019 as funções de diretora da Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo.

Adriana Nogueira tem 54 anos, é licenciada em Línguas e Literaturas Clássicas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e doutorada no ramo de Literatura, na especialidade de Literatura e Cultura Clássicas, pela Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve.

Para além de professora auxiliar nesta faculdade, desde 2006 e até 2018, foi também diretora da biblioteca da mesma instituição, sendo subdiretora do Doutoramento em Literatura (2018).

Dirigiu igualmente o departamento de Artes e Humanidades daquela instituição (2011-2013), foi membro eleito do Conselho Científico da mesma faculdade (2011-2018) e diretora do Mestrado em Produção, Edição e Comunicação de Conteúdos da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve (2011-2014), entre outras funções.

Pub