Pub

O projeto pretende estabelecer um canal navegável no rio Guadiana entre a ponte internacional da A22 e a povoação de Pomarão, abrangendo os concelhos de Vila Real de Santo António, Castro Marim e Alcoutim (Algarve), Mértola (Alentejo), mas também território espanhol.

O ministério do Ambiente, Agricultura, Mar e Ordenamento do Território refere em comunicado que o projeto será ainda submetido a Avaliação de Impacte Ambiental, já que o regime espanhol prevê este procedimento numa fase posterior, em sede de projeto de execução.

De acordo com a Comissão de Avaliação do Estudo de Impacte Ambiental os potenciais impactes negativos poderão ser minimizados se forem adotadas medidas como a reformulação do canal de navegação a montante de Alcoutim.

No comunicado refere-se ainda que, com o projeto, se pretende potenciar a interacção com outras actividades terrestres, contribuindo para proporcionar à população percursos turísticos com interesse cultural e ambiental.

"A melhoria da navegabilidade no Guadiana pode catalisar ou mesmo fortalecer as actividades socioeconómicas da região, contribuindo para diminuir a atual sazonalidade das actividades turísticas, o que poderá potenciar a criação de emprego na região", conclui a SEAOT.

Lusa
Pub