Pub

Praia_castelo_albufeiraO secretário de Estado do Ambiente anunciou hoje no Algarve um investimento de 5,4 milhões de euros na construção de novos acessos a três zonas balneares com arribas e na alimentação artificial de areia em sete praias.

A maior parte do investimento (cinco milhões de euros) será direcionado para a alimentação artificial de areia nas praias de Carvoeiro, Benagil, Cova Redonda e Praia Nova (Lagoa), D. Ana (Lagos) e praias do Castelo e da Coelha (Albufeira), disse à Lusa Paulo Lemos.

O governante falava à margem da assinatura do contrato para a construção de um passadiço e trilho entre o Algar Seco e o Forte de Nossa Senhora da Encarnação, em Lagoa, uma das três obras de melhoria de acessos previstas para o Algarve e que deverão estar concluídas até ao final do ano.

O túnel de acesso à praia de Albufeira e um dos acessos à Praia da Rocha (Portimão) vão também sofrer remodelações, acrescentou, sublinhando que o objetivo é minimizar os riscos associados à dinâmica das arribas, condicionando os acessos e orientando os utentes para zonas mais seguras.

O ministério prevê, no início de novembro, lançar o concurso público para a execução das obras de alimentação artificial de praias, para que o areal esteja reposto a tempo da próxima época balnear, frisou o governante.

A empreitada cujo contrato foi hoje assinado resulta de uma parceria entre a Câmara de Lagoa, que assegura o financiamento do projeto, e a Agência Portuguesa do Ambiente, responsável pela execução.

A obra consiste na construção de um passadiço sobrelevado em madeira e na reparação da escada de acesso àquela zona balnear.

Já foram igualmente assinados os contratos para a intervenção em Albufeira, que consiste na contenção do túnel de acesso à praia – e na Rocha, onde vai ser construída uma nova escada de acesso à praia.

As intervenções decorrem no âmbito do Plano de Ação de Proteção e Valorização do Litoral 2012-2015, que já tem aprovadas candidaturas relativas a intervenções no litoral para proteção costeira num total de 199,4 milhões de euros.

Pub