Inicio | Economia | Groundforce regressa ao aeroporto de Faro e prevê criar 140 postos de trabalho a longo prazo

Groundforce regressa ao aeroporto de Faro e prevê criar 140 postos de trabalho a longo prazo

A empresa de gestão de carga aérea (‘handling’) Groundforce espera criar 140 postos de trabalho a longo prazo com o regresso à operação no Aeroporto Internacional de Faro, sete anos depois da saída daquela infraestrutura.

Em comunicado, a companhia de assistência à escala de passageiros, operações em pista e carga aérea, que opera em Lisboa, Porto, Funchal e Porto Santo, anuncia que vai prestar “assistência aos passageiros dos voos do Grupo IAG – British Airways, Iberia, BA City Flyer, Vueling e Aer Lingu)”, coincidindo “com a inauguração do novo terminal do Aeroporto de Faro”.

“Temos uma estrutura sólida que nos permite voltar com confiança à operação e prestar um serviço de excelência, similar ao que temos vindo a desenvolver nos aeroportos de Lisboa, Porto, Funchal e Porto Santo. Esta operação vai gerar, a longo prazo, cerca de 140 novos empregos e criar novas oportunidades para algumas das pessoas que ficaram sem os seus postos de trabalho em 2010”, declarou novo presidente executivo da empresa, Paulo Neto Leite, que substituiu Guilhermino Rodrigues este mês.

Ainda segundo o comunicado, “após um profundo processo de reestruturação e de desenvolvimento, iniciado com a chegada da equipa de gestão liderada por Alfredo Casimiro, em 2012, a Groundforce voltou aos resultados positivos devido ao empenho e dedicação de todos os colaboradores”.

Verifique também

Maior centro comercial do Algarve espera nove milhões de visitantes no primeiro ano

O maior centro comercial do Algarve, situado em Loulé e cuja abertura está prevista para …