Breves
Inicio | Cultura | Grupo Coral da Universidade do Algarve canta com coro de cegos na igreja de São Pedro de Faro

Grupo Coral da Universidade do Algarve canta com coro de cegos na igreja de São Pedro de Faro

No próximo domingo, 20 de janeiro, será realizado na igreja de São Pedro de Faro um concerto pelo Grupo Coral da Universidade do Algarve (UAlg) em colaboração com o Coro “Ver pela Arte”, um grupo de cantores cegos e amblíopes, ambos dirigidos pela maestrina Ivelina Kavrakova-Pereira.

O evento, realizado no âmbito da celebração do padroeiro da Diocese do Algarve, São Vicente, diácono e mártir, terá início pelas 18h30 e contará com o acompanhamento de Raquel Correia ao piano.

O Grupo Coral da Universidade do Algarve interpretará as seguintes peças: “Pescadores”(cónego José Pedro Martins), “Amazing Grace” (espiritual negro – medley), “L’Espoir de la Terre” (M. Scouarnec e J. Akepsimas), “Vois sur ton chemin” (B. Coulais e C. Barratier), “Caro Mio Ben” (Giordani), “Over the Rainbow” (do filme Feiticeiro de Oz – Harburg & Arlen), “D’immenso Giubilo” (Ópera “Lucia di Lammermoor” – G. Donizetti), “Coral” (Ópera A Flauta Mágica – W. A. Mozart), “Agnus Dei” (Missa de Coroação – W. A. Mozart) e “Little Innocent Lamb” (espiritual negro – arr. M. Bartholomew).

Cartaz

O Coro “Ver pela Arte” fará a interpretação de “Benedicat Vobis (G.F. Haendel), “Dona nobis pacem” (W.A. Mozart), “O Santissima” (L. van Beethoven), “Barca Bela” (A. Garrett e T. Silva carvalho), “Senhora do Almurtão” (Tradicional harm. Rui Barral), “Semplicetta tortorella” (Nicola Vaccai) e “Siyahamba” (Canção Zulu, arranjo J. M. Galán).

“Alleluia Canon” (W.A. Mozart, arr. D. Moore) será o canto interpretado em conjunto.

O Grupo Coral da UAlg é um coro misto, criado em 2012, formado principalmente por estudantes, professores e funcionários, sob a direção artística da Maestrina Ivelina Kavrakova- Pereira, e com a colaboração da professora Raquel Correia ao piano. O grupo tem por objetivo a promoção da Música Coral de diversas épocas, estilos e origens, e pretende ser, dentro e fora da academia, um divulgador da música como forma de arte e de cultura universais.

O Coro “Ver pela Arte” foi criado em 2014, no âmbito de um projeto com o mesmo nome, coordenado pelo Centro Nacional de Cultura e teve como objetivo a aprendizagem de música por alunos com deficiência visual, impulsionando o ensino da música a pessoas cegas ou com baixa visão. A partir de 2016, a promotora do grupo coral é a Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO).

Verifique também

Ornatos Violetas mostraram, em Faro, que ‘O Monstro’ ainda tem amigos

Milhares de fãs rumaram a Faro na sexta-feira, para assistir ao último concerto dos Ornatos …