Pub

Um conjunto de jovens estudantes da Universidade do Algarve (UAlg) constituiu recentemente um novo grupo da ACEGE Next que é pioneiro no país por ser o primeiro que integra maioritariamente estudantes e não apenas jovens profissionais.

“O pioneiro aqui foi criar um grupo a que chamámos ‘ACEGE Next – Ano Zero’ que é a fase antes de entrarmos no mundo profissional. Estamos a misturar aqui duas gerações que são os que estão quase a trabalhar – os que estão a estudar – e os que já estão a trabalhar”, explicou, na reunião realizada por vídeo conferência a 25 de outubro passado, Bernardo Vasconcelos, o coordenador nacional da ACEGE Next, um projeto ligado à Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE).

“Acaba por ser também um modelo novo dentro da ACEGE e que está a ser visto com atenção porque não temos outras experiências envolvendo universitários e recém-universitários”, afirmou também Paulo Lopes, o coordenador do núcleo do Algarve daquela associação, que também participou da reunião de lançamento.

Bernardo Vasconcelos acrescentou que “este programa, cujo objetivo é o mesmo”, foi desenhado “com o entusiasmo” dos dinamizadores locais e “com a ajuda de várias pessoas dentro da ACEGE”. “Oxalá desperte também o interesse de outras faculdades”, desejou.

Paulo Lopes reforçou o anseio de que o projeto “possa ser levado para outras universidades”. “Há já uma rede quase nacional de grupos católicos dentro das universidades. Creio que a partir deste que estamos a criar agora no Algarve com a ACEGE Next podemos depois criar parcerias com os outros e multiplicar o efeito deste grupo noutras universidades”, desenvolveu.

A ACEGE Next é um projeto destinado às gerações dos 20 aos 40 anos, jovens profissionais que pretendem viver os valores da fé cristã no seu local de trabalho. “Inspirar líderes a viver o Cristianismo na família e no trabalho” é o objetivo da iniciativa constituída por pequenos grupos.

O projeto conta com 107 elementos a nível nacional, pertencentes a seis grupos em Lisboa, dois no Porto, um em Braga e um em Coimbra.

O capelão da Universidade do Algarve, que segundo o coordenador nacional da ACEGE Next foi um dos impulsionadores da iniciativa, salientou a importância da inclusão de jovens empresários no grupo. “Esta transição de estudantes para empresários é muito importante”, afirmou o cónego César Chantre.

A “experiência piloto” no país que ontem teve no Algarve a sua primeira reunião no Campus de Gambelas em formato híbrido – presencial e ‘online’ – envolveu ano e meio de preparação. Para além dos estudantes de vários pontos do país, o grupo é constituído por dois professores -Ana Isabel Soares, da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais e Célio Conceição, da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais – e tem como assistente o padre António de Freitas.

O grupo, que reunirá nas quartas segundas-feiras de cada mês, irá trabalhar temas da ‘Economia de Francisco’, uma reflexão iniciada em 2019 pelo Papa, com inspiração em São Francisco de Assis. Para além disso farão ainda uma incursão pelas encíclicas ‘Laudato Si’ e ‘Fratelli Tutti’ de Francisco.

Pub